quinta-feira, 5 de agosto de 2010

Espaço "fanfic": Fanfic da Adriana (Dri) (alterações a pedido da autora)

Amar a 628 km de distância também é amar.

Prefácio:
“O amor tem duas faces, e eu conheço o suficiente sobre cada uma delas para saber que no tabuleiro do jogo não há espaço para derrotados nem para vencedores. Aprendi a jogar com as artimanhas que tinha e umas vezes ganhei, outras vezes perdi.
Eu já vivi o suficiente para saber que um amor mal interpretado leva ao ódio, ao ódio no seu estado mais puro e aplicável.

Mas sei que quando a relação chega a um fim, certo ou errado, é preferível que esse acabe em paz para poder esquecer esse grande amor pacificamente, porque caso contrário esse fim traga ódio eu sei que jamais irei esquecê-lo porque se o odeio é sinal que ainda me importo, e se me importo é porque ainda o amo demais.
E depois há aqueles amores passageiros, que com um simples piscar de olhos os colocamos no passado do ontem, aqueles que marcaram mas durante um tempo escasso, um tempo que já não volta mais.

E depois há aqueles amores para a vida…
Eu sei, eu sei!
Amores assim não existem, é o que todos dizem, só nas histórias infantis, nos contos de fadas, nos tempos dos nossos bisavós em que para casar não era necessário amar pois aprendiam a fazê-lo com o tempo.

Pois eu arrisco-me a afirmar que amores para a vida existem sim! Como é que eu posso duvidar se já vivi um. Um que marcou tanto, que me cicatrizou tão fundo…
Um que jamais irei esquecer. E ele sabia disso também, pois com ele passava-se o mesmo, ele podia até não o dizer, mas os olhos dele não mentiam… Não podiam! Olhos que amam não mentem.
Agora estou aqui rezando para Ele me dar de novo o olhar dele pousado em mim, o olhar daqueles olhos que nunca me mentiram, mas que tiveram de seguir o seu caminho para cumprir grandes sonhos.”

Eu sou fã do David Luiz, e acho que a maior parte de pessoas que vão ler esta história vão pensar “Ah! Coitadinha! Que tolinha, sonha tão alto!” ou então “Que louca! Completamente obcecada”. Eu respondo aos que estão a pensar desta maneira.

Quem é que nunca sonhou? Quem é que por um único momento não imaginou que tudo era como sempre quis? Quem é que nunca admirou alguém famoso pelo seu trabalho, mas mais do que isso como pessoa? Lamento se nunca o fizeram pois não sabem o que estão a perder…

Eu resolvi escrever esta história porque adoro escrever e acho que esta é uma maneira de partilhar uma coisa que eu tanto adoro fazer, de qualquer modo, cada um é fã á sua maneira e se eu encontrei nesta, outra maneira de o mostrar, então peço desculpa a quem não gostar, mas Deus era Deus e também não agradava a todos…
Eu sei que isto é uma realidade inconquistável mas é como dizem… Sonhar não custa! =D

Atenção: A história é pura ficção qualquer semelhança com a realidade é pura coincidência.

Espero que gostem!


Personagens principais:
Adriana –
É uma jovem de 17 anos, de Lisboa, adepta ferrenha do Benfica desde que nasceu. É alta, tem cabelo médio castanho-escuro encaracolado, pestanas e olhos castanhos grandes e muito expressivos. Ela é muito cúmplice da sua melhor amiga, Débora e do seu melhor amigo, Rúben Amorim que conhece à 6 anos. Sofre há muito tempo por um amor não correspondido mas isso está prestes a mudar devido à entrada de uma nova pessoa na sua vida.

David Luiz –
É um jovem de 22 anos, do Brasil, jogador do Benfica. É alto, tem cabelo castanho cheio de cachinhos (caracolinhos). É muito cúmplice do seu pai, mãe, irmã, e melhores amigos, Gustavo e Rúben Amorim.

Capítulo 1
Estádio da Luz, Benfica x Sporting
Camarotes:

Elena (mulher de Javi Garcia) – Una victoria más, chicas!
Brenda (mulher de Luisão) – E desta vez contra os lagartos! (sotaque brasileiro)

Romanella (namorada de Saviola) – Cierto! Pero debemos admitir que mi Saviola fue genial!
Débora (melhor amiga de Adriana) – Por acaso eu gostei muito da prestação do David Luiz…

Adriana – Claro Dé! Como é óbvio! (gozando com ela)
Inês (Namorada de Rúben Amorim) – Não sei o que é que vêm nele…

Jogadores aparecem nesse momento, depois de se terem arranjado no balneário, mas é David quem mais sobressai com um cumprimento alegre acompanhado de um sorriso rasgado

David – Oi gente! (sotaque brasileiro)
Dé e Adriana olham-se mutuamente e riem-se discretamente.

Inês – Ok acho que já percebi… (avança para beijar Rúben) Olá amor!
Ruben – Olá… Então alguém me explica o que se passa aqui?

Brenda – Coisa de mulher! (ri olhando para Adriana e Dé)
Luisão – Posso imaginar! (sotaque brasileiro)

Elena – Bueno, yo creo que no! (dá uma gargalhada)
Romanella - Pero vamos a dejar de hablar y ir a comer algo, sí?

E seguem caminho para abandonar a catedral.

Os jogadores caminham atrás e as mulheres, regressando às conversas, á frente.
David – Quem é ela?
Ruben – Quem a loira?

David – Não. A outra! A morena!
Ruben – É a Adriana.

Saviola - Ella hizo algunos trabajos de modelo con mi novia
Javi – Y con mi novia!

Ruben – É a minha melhor amiga… Interessado?
David – Não, nada disso! Mas ela é de facto maior gata, manz!

Luisão – Ou seja… Ele está interessado! (diz rindo-se)
David – Ah! Não vem me zoar não! Só disse que ela era gata… e é verdade!

Saviola – Yo puedo pedir su número a Romanella…
David – Não deixem estar. Discretos como vocês são ainda vão acabar fazendo borrada!

Saviola – Qué?
David – Que, que, que, o quê, rapaz! Você nunca percebe nada do que eu falo!

Saviola - Qué ha dicho? No puedo entender… (ar confuso)
Luisão – Esqueçe baixote! Vamos mas é levar elas para comerem antes que a sua namorada nos mate! (rindo)

Javi - Por supuesto! Qué esperan?

Capitulo 2
Restaurante “Recanto da Bahia”, Lisboa
Todos os jogadores estavam reunidos à mesa com as suas esposas ou namoradas e quem não as tinha fazia-se acompanhar de amigos ou familiares e o serão estava agradável a mais uma comemoração de uma vitória.

Adriana estava sentada do lado das mulheres um lugar deslocado em frente ao do David.
Ela conversava amenamente e sempre muito discreta mas muito sorridente com a mulher de Fábio Coentrão.

Num momento Adriana agarrou no seu cabelo cacheado e puxou-o para o lado direito da nuca deixando o seu lado esquerdo descoberto apenas com algumas mechas de cabelo, e deixando assim à mostra os seus ombros e colo do peito evidenciados pelo seu top cai-cai.
Aquela rapariga não passava despercebida a nenhum rapaz que entrasse no restaurante, não era só pela sua beleza, era o seu carisma e mais do que isso o seu sorriso que iluminava uma sala inteira.

David não parara de admirar Adriana desde que a vira nos camarotes e agora cada vez mais agarrava o olhar nela.
Ruben – Ei puto!
David – Que foi fraquinho?

Ruben – Não dês tanto nas vistas…
David – Ah?

Ruben – Não te faças de desentendido já vi que estás sempre a olhar para ela…
David – Ela parece simpática…

Ruben – Porque é que não vais lá e tiras as dúvidas se ela é ou não simpática?
David – Achas?

Inês – Desculpem intrometer-me mas…
David – Já intrometeu né!
Inês – Desculpa está? Só ia dizer que a Adriana por acaso é uma grande fã tua! Isso facilitava as coisas! Mas desculpa-me está?

Aquilo saiu-lhe um pouco mais alto que o esperado e metade da mesa pode ouvir, inclusive Adriana que se engasgou perante tamanho inesperado.

David ficou constrangido e Adriana também, por isso durante o resto do jantar apenas se entreolharam quando tinham a certeza que o outro não via e que mais ninguém via.
Era chegada a hora do pagode.

Todos dançavam, os brasileiros mandavam vir e os outros tentavam desenrascar-se o melhor que podiam.

Adriana estava encostada no vão da porta da esplanada fazendo tempo para se ir embora o mais depressa possível sem que parece-se mal.

David – Oi!
Adriana sentiu um calor subir-lhe às bochechas e ela sabia que tinha de controlar-se antes que ficasse vermelha de tanta vergonha.
Adriana pensava “Adriana acalma-te! É só o David Luiz! Só! SÓ?? Ó MEU DEUS! É O DAVID LUIZ!”

Adriana – Olá!
David – Você me pareceu constrangida… Aquilo ali dentro foi um bocadinho esquisito…

Adriana – Pois lá isso tenho de admitir que foi…
David – Deixa pra lá, há coisas bem piores do que ser minha fã…Acho!

Adriana – Claro que sim, meia equipa do Benfica ficar a sabê-lo…
David – Não liga para eles não. Eles são mesmo assim. Tão sempre sacaneando as pessoas.

Adriana – Eu sei… Mas foi uma vergonha…
David – É assim tão mau ser minha fã?

Adriana – Não… Mas é mau tu saberes… Agora não me vais levar a sério!
David – Deixa de bobagem! Eu te levo a sério!

Adriana – A sério?
David – A sério! Muito mesmo! Eu acho você maior alto astral! Está sempre sorrindo e contando piadas…

Adriana – Obrigada… Acho!
David – Obrigado mesmo! Era um elogio! Me desculpa mas eu não sou bom nessas coisas de elogios.

Adriana – Não tem mal… Se ajuda, eu também não!
David – Parece que já é alguma coisa em comum…

Adriana – Parece que sim… (o breve sorriso volta a desvanecer-se)
David – Tira essa carinha… Não tem mal nenhum não. Bota de novo aquele sorriso. Vamos esquecer que você é minha fã e começar tudo de novo. Oi meu nome é David Luiz! (diz esticando a mão)

Adriana – Olá, o meu nome é Adriana!
David – Me fala sobre você! Eu quero te conhecer melhor…

Adriana – Então eu sou lisboeta e nos tempos livres faço alguns trabalhos de modelo. Sonho em formar carreira na área das artes performativas. O meu melhor amigo é o Ruben Amorim, conheci-o há seis anos porque os nossos pais são amigos. Adoro sol e praia. Quero no mínimo 4 filhos porque adoro crianças e sou adepta ferrenha do Benfica desde que nasci. (sorri)

David – E não vai querer saber nada de mim?
Adriana – Eu sei tudo sobre ti… (sorriu meio envergonhada revirando os olhos como sinal do óbvio) Ou quase tudo…

David – Então finge que não sabe! Aí eu te conto… (sorriso rasgado)
Adriana - Tudo bem!

David – Aceita mais uma bebida?
Adriana – Porque não?

David – Já volto!
David sai durante segundos e Adriana, já sozinha, pensa que ainda está num sonho e não está a conhecer o seu ídolo. Agora tudo aquilo que ela já admirava nele enquanto profissional e pessoa tinha duplicado e ela começava a admirá-lo cada vez mais.


Capítulo 3:
Os dois estavam sentados na explanada, enquanto a noite já ia longa a conversa prosseguia animadamente.

David – Então você tem medo de cachorro?
Adriana – Não é de cachorros… É de cães… Cães á seria! Com dentes! Que mordem!

David – Muito bom! Posso imaginar você fugindo de um… (ri-se)
Adriana – Muito engraçado! (ironicamente)

David – Me perdoa mas é que eu não imaginava uma mulher como você com medo de cachorro…
Adriana – Mulher eu? Eu só tenho 17 anos, fiz a semana passada…

David – Jura! Você é nova pra caramba!
Adriana – Literalmente eu ainda sou uma miudinha…

David – Não imaginava que você fosse uma garotinha, quem olha para você não diz isso não…
Adriana – Todos me dizem isso…

David – Pudera né?
Adriana – Bem a conversa está muito boa mas eu tenho de ir andando… (levantando-se e aproximando-se da porta da esplanada)

David – Já? Não pode ficar mais um pouco?
Adriana – Não vai dar mesmo… (entra no restaurante seguida de David)

David – Tudo bem! Foi agradável falar com você…
Adriana – Tenho de concordar…

David – Muito desiludida depois de me ver para além das revistas e jornais?
Adriana – Nem por isso… Por acaso fiquei com muito melhor impressão…

David – Que bom! (minutos de silêncio constrangedor)
Adriana – Bem então eu vou andando…

David – Sim… Gostei de conhecer você (dá-lhe um beijo no rosto)
Adriana – Eu também… Até uma próxima!
David – Até uma próxima!

Adriana afastava-se dele, agarrou na sua mala, despediu-se de todos e seguiu o seu caminho para casa juntamente com a sua melhor amiga. Seria uma longa noite de conversa…

Casa:
Adriana acaba de vestir o pijama e senta-se na cama

Débora – Então como é que foi?
Adriana – Normal… Ele é uma pessoa normal como qualquer outra…

Débora – Sim tirando que é o David Luiz e que é super giro. É normalíssimo!
Adriana – Oh! Sabes que mais do que tudo o admirava como pessoa nunca fui fã do género de perseguição… Acho que nem se pode chamar de fã… Gostava dele como jogador e pessoa. Só isso!

Débora – E agora? Depois de o conheceres…
Adriana – Não é muito diferente…

Débora – Sim claro! Engana-me que eu gosto!
Adriana – A sério!

Débora – E aquele tempo todo lá fora falaram sobre quê?
Adriana – Conhecemo-nos melhor…

Débora – Combinaram encontrar-se?
Adriana – Achas? Claro que não! Conheci um famoso e agora? A vida segue!

Débora – Sim mas admite lá que ele não é mil vezes melhor que o outro coiso de quem gostas…
Adriana – Ai não tem comparação! O outro é o outro! O David é um jogador do meu querido clube! Ponto final!

Débora – Sim sim… Eu vou fingir que acredito que isto não te abalou nem um bocadinho… E que não preferias estar a chamar “meu querido David” ao invés de “meu querido clube”… (ri-se)
Adriana – Ai olha vai mas é dormir e sonhar para outro lado!

Débora – Sim sim! É mesmo isso que vou fazer… Olha não te esqueças que amanhã combinámos aquele joguinho de volei com as meninas no estádio…
Adriana – Sim eu sei… Mas se calhar vou chegar um bocadinho atrasada…

Débora – Como sempre…
Adriana – Até parece! Dorme ó estronça! (atira-lhe com a almofada e riem-se)

Minutos depois já Débora dormia mas Adriana permanecia acordada pensando em tudo o que se tinha passado na semana anterior…

Penso no seu amor de 3 anos não correspondido e em ter conhecido o David Luiz, ao fim de tantos jogos na luz e tantos convívios com os jogadores e as mulheres.

Porquê só agora? Bem tudo tem o seu tempo e acontece por uma razão. Talvez aquilo tudo também tivesse a sua…

Mais tranquila, também Adriana se entregou nos braços dos sonhos até aos primeiros raios de sol da manhã seguinte…


Continua...

PS: A responsabilidade do texto é do próprio autor.

18 comentários:

Anónimo disse...

Está muito giro o texto...
e olha muito sinceramente concordo contigo, quem é que nunca sonhou? :D
eu posso te dizer que eu ja "sonhei" assim como tu (tb com o david xD)e acho que é fixe e quem acha que isto é tudo uma parvoice, azar o deles, deixa os achar :)

Sonhar é bom, imaginar tudo o que qeremos quando qeremos e com qem qeremos :)

Outra fã do David * :DD

Anónimo disse...

fogo, está muito bom msm!

Anónimo disse...

olá :b
gostei muito da história e agora estou curiosa para saber a continuação *-*
beijinho

Anónimo disse...

ta linda!!!
eu gostei. todos nós sonhamos
Parabens Adriana darias uma óptima guionista...

Anónimo disse...

A parte da namorada do Rúben se chamar Inês também foste tu que inventaste, certo?

Carolina disse...

estou a adorar a fic e tenho a dizer que a personagem é parecida comigo, só não sou é modelo xD
Quero ler os próximos capitulos *.*

Anónimo disse...

Também sou uma granda fã do David Luiz , e como tu , concordo plenamente com o que dizes . Confesso que por momentos (mesmo sabendo que a história é ficticia) senti alguma inveja xD
Mas parabéns , tens jeito para isto :)

Myself +.+ disse...

Esta super engraçada xD
Adorei.
Que venha o proximo.

Anónimo disse...

Em resposta á pergunta feita sobre a namorada do Rubén, sim eu é que inventei porque na verdade nem sei se ele tem namorada.

Carolina, é parecida contigo e comigo! Aliás a Adriana da fanfic sou eu... A única diferença é que nao sou modelo, porque de resto estudo mesmo artes performativas, canto, danço e represento.

Obrigada pelos comentários =)
Beijinhos
Adriana

Anónimo disse...

Tenho algo a te dixer por vexes os sonhos se tornam realidade mas axo k este vai ser impossível de se concretizar desculpa desapontar-te.
Eu também sou fã do David Luiz xe já sonhei com ele não te respondo a ixo.
Algo te digo escrever histórias não sei mas um poema sim mas eu tou a gostar da tua história tá giro no inicio nao axei mta piada mas depois com o desenrolar da historia comecei a gostar tou a espera do resto.
E já agora o David Luiz é querido e simpático tal como nessa história mas não é axim tão descarado quando fala de uma rapariga que não conhece

Anónimo disse...

ola...
não sou fã do david luiz mas o que me desperta a atenção nele é a sua maneira de ser e de estar.ultimamente tenho acompanhado tudo sobre ele e dai a vir ca todos os dias, não sei o porquê pois eu sou do outro clube rival e como todas vocês eu tenho um idolo(QUARESMA)e é com ele que tambem eu sonho há muito tempo, mesmo assim cada dia que passa eu admiro mais o david luiz, ele é feito de qualidades, nao age como um famoso mas sim como a pessoa normal que ele é. Adriana admiro muito o que fizeste pois muitas pessoas sonham como nós mas têm vergonha de expor a historia que imaginam e sofrem ao perceberem que nao vai passar de um sonho mas se lutarem pelo que acreditam e se conseguirem?nos valorizamos os nossos idolos, nos sofremos por eles,apoiamos todos os dias e ao acreditar podemos ter a nossa recompensa,um possivel encontro que poderá mudar tudo.=)

Parabens
continua...
fico a aguardar mais historias tuas**
LiRQ7

Anónimo disse...

Nem eu queria que se realizasse...
Escrevi isto por brincadeira.
Se ele é ou nao assim descarado nao sei, mas isto é uma fanfic logo pode-se fazer o que queremos e moldar as personagens como queremos.
Ainda bem que achas-te graça.
Obrigada =)
Adriana

Sara disse...

Adorei o texto, mal posso esperar pelo próximo capítulo xD

Parabéns :)

Anónimo disse...

Olaaa..
Gostei muito da tua historia... E por coincidencia tambe'm me chamo Adriana e tambe'm tenho o cabelo meio encaracolado e tambe'm tenho os olhos castanhos e tambe'm sou alta, mas nao sou modelo... Mas foram as coincidencias que me chamaram a atenção e acabei por gostar da historia, espero wue escrevas a continuação porque acho que vai ser mt giro, e tens muito jeito pa escrever historias..

PS: E tambe'm sou fã do David^^

Beijinho e Parabens pela historia..

JR disse...

OMG, isto é mesmo emocionante! Parabéns e continua! =)

Anónimo disse...

Sabes Adriana, tenho mil histórias como a tua escritas no meu computador. Não tive coragem de as mostrar a ninguém.
Toda a gente me critica com esta "situação" que achar piada ao David.
Admiro imenso a tua coragem, e acho que a tua história está gira.
Sim é claro que o David não é assim com as raparigas, mas isso não é o importante, foi assim que tu imaginas-te a tua história e muito bem.
Não sou de levar cartazes a pedir a camisola ou de correr o país para ver os jogos, mas gosto muito dele.
Sou licenciada em Psicologia. Aposto que todas vocês já ouviram 1000 vezes a frase: Tens de ser internada!. Nada disso, isto é saudável, acreditem lOl.
Também fiz o que pude, com descrição para chegar a ele, e está tão pertinho =)
Quando acontecer, conto-vos.

Um Beijinho a todas

Parabéns Adriana

Anónimo disse...

A historia nao esta má!!! como tu disseste quem nunca sonhou com um momento com o david luiz??? olhem eu já!!! nos temos e que ser muito positivas ... mas so espero que ele nao saia de portugal porque ja nao basta nao o conhecer e depois ainda tenho que lidar com ainda mais distancia milhoes e milhoes de km!!!Mas estou ansiosa para o resto da historia!!!! ESPERO QUE O DAVID LUIZ va a esse jantar em casa da debora!!!! se um dia tiver tempo escrevo um historia porque a que eu tenho em mente e impressionante e nao e por ser minha!!!! beijos autora e que se despache a escrever o resto por favor :)

Anónimo disse...

Linda és a Adriana certo ? Eu gostaria de fazer uam fic com alguém ? mas as minhas amigas não gostam muito disto e sozinha não consigo ! Aguardo resposta Beijinhos tens jeito paara isto <3