domingo, 29 de agosto de 2010

Espaço "fanfic":Fanfic da Catarina R

Podem seguir a fanfic da Catarina do blogue dela:
http://catarinafics.blogspot.com/

Notícias 2010/2011: Declarações do David Luiz após o Benfica vs V. Setúbal

29/08/2010 FUTEBOL
Central brasileiro
David Luiz: “Correu tudo bem”

O central brasileiro David Luiz destacou este sábado a forma como o Benfica controlou o desafio após ter ficado reduzido a dez jogadores frente ao V. Setúbal.

“Sabíamos que tínhamos de nos sacrificar bastante e retomar a confiança no encontro de hoje. Foi um jogo atípico por termos ficado com dez jogadores, mas correu tudo bem”, salientou à Benfica TV.

David Luiz defendeu que “o trabalho colectivo” foi o segredo para o Benfica ter conquistado os três pontos frente ao Vitória de Setúbal, além do apoio da massa adepta. “Os adeptos apoiam-nos em qualquer situação, seja nos bons ou maus momentos. Hoje conseguimos dar uma resposta positiva”, sublinhou.

Site Oficial do Sport Lisboa e Benfica 28 de Agosto de 2010

David Luiz: «Foi um bom resultado para reverter o momento»
David Luiz, central do Benfica, em declarações no final da vitória por 3-0 sobre o V. Setúbal, no primeiro triunfo encarnado na Liga:
«Da maneira que foi soube bem. Foi bom para reverter o momento menos bom que vínhamos a atravessar. Tudo é importante quando se está menos bem, todos os pontos são importantes, para melhorar a confiança e a inspiração dentro de campo, vamos tentar melhorar mais no futuro para chegar onde queremos. Não vimos muito o V. Setúbal a atacar e pensamos que não tivemos trabalho, mas todos corremos da mesma forma, para o mesmo lado, os avançados ajudaram a defender e tudo deu certo.»
MaisFutebol 28 de Agosto de 2010

David Luiz: «Trabalhámos de forma coletiva»
DEFESA ELOGIA POSTURA DA EQUIPA NO TRIUNFO
David Luiz estava no final do jogo muito satisfeito com este primeiro triunfo dos encarnados no campeonato. O jogador brasileiro elogiou a postura dos companheiros mais adiantados, que não se coibiram de ajudar na defesa.

"Não deu para ver a equipa do Vitória de Setúbal atacar porque trabalhámos de uma forma coletiva, onde os atacantes ajudaram sempre bastante", considerou o defesa, aos microfones da TVI.
Record 28 de Agosto de 2010

David Luiz
"Indiscutível e necessário"
David Luiz não tem dúvidas: "Foi uma vitória indiscutível e necessária." O central da Luz só pensa em manter o rumo dos triunfos. "Temos de dar continuidade. Só com confiança conseguiremos somar pontos. É preciso superação e o colectivo trabalhou muito e bem", disse.
O Jogo 29 de Agosto de 2010

David Luiz: ‘Vitória é boa para mudar o momento que a gente atravessava’
Benfica pontou pela primeira vez no sábado em três rodadas no Português.
O zagueiro brasileiro David Luiz, do Benfica, considerou que a vitória de sua equipe no último sábado, contra o Vitória de Setúbal, por 3 a 0, foi "boa para mudar o momento que a equipe atravessava". Os encarnados, atuais campeões do Campeonato Português, tinham sido derrotado nas duas primeiras rodadas do campeonato.

– Tudo é importante quando se está menos bem, todos os pontos são importantes para melhorar a confiança e a inspiração dentro de campo – disse o jogador ao final do jogo.

David Luiz também prometeu que toda a equipe vai tentar melhorar mais no futuro para alcançar seus objetivos. Ele foi convocado pelo técnico Mano Menezes para treinar com a Seleção Brasileira em Barcelona na próxima semana.

Globo Esporte 29 de Agosto de 2010

Jogos 2010/2011: Benfica vence V. Setúbal

O Benfica venceu na noite o V. Setúbal por 3-0 (2-0 ao intervalo).
O David Luiz esteve 90' em campo.

Notas de jogo:
14'- Após um lateral longo executado por David Luiz pelo lado esquerdo, Saviola quase dilata a vantagem encarnada. O avançado argentino foi bloqueado na hora do remate e o Benfica ganha mais um pontapé de canto.
52' - Após um canto pelo lado direito, David Luiz desvia de cabeça mas ao lado da baliza sadina.

Opiniões quanto à sua prestação em campo:
David Luiz, de raça
Uma exibição plena de garra, tanto a defender como a atacar. A defender, recuperou muitas bolas, tirando proveito do seu poderio físico, muitas vezes no limite da falta, para ganhar no um para um. Com a bola nos pés, aproveitou bem os espaços vazios, quase sempre pela zona central, para evoluir no terreno e levar a bola até ao último terço do campo, com rápidas arrancadas pelo corredor central.
MaisFutebol 28 de Agosto de 2010

David Luiz 6
Tal como o colega de sector, viveu uma noite de algum sossego. E apesar de os encarnados terem ficado em inferioridade numérica na primeira parte, nunca se coibiu de subir quando possível. Sem erros.
O Jogo 29 de Agosto de 2010

sábado, 28 de agosto de 2010

Letra e músicada Liga dos Campeões

Versão original:


Andrea Bocelli a cantar o hino na final de 2009:


Letra:
Ce sont les meilleures équipes
Es sind die allerbesten Mannschaften
The main event

Die Meister
Die Besten
Les grandes équipes
The champions

Une grande réunion
Eine grosse sportliche Veranstaltung
The main event

Die Meister
Die Besten
Les grandes équipes
The champions

Ils sont les meilleurs
Sie sind die Besten
These are the champions

Die Meister
Die Besten
Les grandes équipes
The champions

sexta-feira, 27 de agosto de 2010

Convocatórias 2010/2011: David Luiz convocado para o jogo de amanhã frente ao V. Setúbal - 21h15 TVI

Lista de convocados:
Guarda-redes: Roberto e Júlio César;
Defesas: Luisão, Maxi Pereira, Fábio Coentrão, Luís Filipe, David Luiz, César Peixoto e Sidnei;
Médios: Ruben Amorim, Javi Garcia, Pablo Aimar, Carlos Martins, Nicolás Gaitán e Salvio;
Avançados: Cardozo, Saviola, Franco Jara, Weldon e Nuno Gomes.

Calendário Fase de Grupos - UEFA Champions league 2010/2011 (confirmação oficial)

1ª jornada - 14 Setembro 2010 - 19h45 (hora PT)/20h45 (CET):
Benfica - Hapoel

2ª jornada - 29 Setembro 2010 - 19h45 (hora PT)/20h45 (CET):
Schalke - Benfica

3ª jornada - 20 Outubro 2010 - 19h45 (hora PT)/20h45 (CET):
Lyon - Benfica

4ª jornada - 2 Novembro 2010 - 19h45 (hora PT)/20h45 (CET):
Benfica - Lyon

5ª jornada - 24 Novembro 2010 - 19h45 (hora PT)/20h45 (CET):
Hapoel - Benfica

6ª jornada - 7 Dezembro 2010 -19h45 (hora PT)/20h45 (CET):
Benfica - Schalke

quinta-feira, 26 de agosto de 2010

espaço "fanfic": Blog da Dri com a sua fanfic

http://amara628kmdedistancia.blogspot.com/

Notícias 2010/2011:Benfica ficou no Grupo B com Lyon,Schalke 04 e Hapoel Tel-Aviv




Quando as datas dos jogos estiverem definidas colocarei no blogue

Notícias 2010/2011: Links da UEFA e da Antena 1 para o sorteio da Liga dos Campeões 2010/2011 - 17h00 RTP1

UEFA Animação: http://pt.uefa.com/uefachampionsleague/draws/season=2011/round=2000118/index.html
UEFA Áudio: http://video.uefa.com/video/Competitions/UCL/Season=2011/liveDraw_audioFlash.html
UEFA Vídeo: http://video.uefa.com/video/Competitions/UCL/Season=2011/liveDraw_videoFlash.html

Rádio Antena 1:
http://www.rtp.pt/wportal/popups/player.php?canal=1

Lembra-se?






Getty Images

Extra-Futebol: David Luiz parecido com o jogador da NBA, Varejão


Anderson Varejão, à esquerda, e David Luiz

Varejão na zaga do Brasil? Não, o nome dele é David Luiz Jogador do Benfica convocado por Mano Menezes chegou aos Estados Unidos com o cabelo muito parecido ao do jogador da NBA Zagueiro do Benfica, de Portugal, David Luiz, de 23 anos, é uma das principais novidades da Seleção Brasileira, agora sob o comando de Mano Menezes. Mas atualmente há quem possa confundi-lo com um astro brasileiro do basquete: Anderson Varejão. Tudo por conta do cabelo encaracolado e comprido.

É inevitável olhar para David Luiz e deixar de fazer essa associação com o jogador do Cleveland Cavaliers, da NBA. O próprio zagueiro admite isso.

- Eu estava cansado de cabelo curto. Deixei crescer e acabou ficando assim. Muitos pedem para eu não cortar. Até meus pais que eram contra pediam isso, mas agora gostam do estilo – falou o defensor do Benfica.

Formado nas categorias de base do Vitória, David Luiz saiu cedo do Brasil, com apenas 19 anos. No clube baiano, ele chegou a disputar a Série C do Brasileiro.

- É por isso que as pessoas não têm muita informação sobre mim – disse o zagueiro, que muito provavelmente será titular no amistoso do Brasil contra os Estados Unidos, nesta terça-feira, às 20h (21h de Brasília), em Nova Jersey.

Empolgado com a chance que Mano Menezes lhe deu, David Luiz não quer ficar famoso apenas pelo cabelo à La Varejão.

- Não quero que as pessoas me sigam apenas no corte de cabelo, mas sim que possam se espelhar naquilo de bom que eu possa passar, em uma mensagem positiva com minhas atitudes. Temos de ter noção que, como pessoas públicas, nossas atitudes estão sendo vistas por milhares de pessoas – discursou o defensor.

No treinamento do último domingo, no estádio New Meadowlands, palco do amistoso, David Luiz formou a zaga titular ao lado de Thiago Silva, do Milan.
Globo Esporte 9 de Agosto de 2010

quarta-feira, 25 de agosto de 2010

Notícias 2010/2011: Potes da Liga dos Campeões 2010/2011

Pote 1:
Barcelona (ESP)
Manchester United (ENG)
Chelsea (ENG)
Arsenal (ENG)
Bayern München (GER)
Inter (ITA)
Milan (ITA)
Lyon (FRA)

Pote 2:
Werder Bremen (GER)
Real Madrid (ESP)
Roma (ITA)
Shakhtar Donetsk (UKR)
BENFICA (POR)
Valencia (ESP)
Marseille (FRA)
Panathinaikos (GRE)

Pote 3:
Tottenham (ENG)
Rangers (SCO)
Ajax (NED)
Basel (SUI)
Schalke 04 (GER)
Sporting Braga (POR)
København (DEN)
Spartak Moscow (RUS)

Pote 4:
Hapoel Tel Aviv (ISR)
Twente (NED)
Rubin Kazan (RUS)
Auxerre (FRA)
Cluj (ROU)
Partizan (SRB)
Zilina (SVK)
Bursaspor (TUR)

Notícias 2010/2011: Sorteio da Liga dos Campeões é já amanhã


Amanhã pelas 17h00 terá inicio o sorteio da Fase-de-grupos da Liga dos Campeões 2010/2011.
O Benfica encontra-se no Pote 2 no total de 4 potes.

Assim que os potes estiverem todos definidos eu colocarei aqui.

O sorteio será transmitido na RTP1 em directo.

Espaço "fanfic": Fanfic da Dri - Parte IV

Capitulo 6
Depois do banho, quarto da Inês:
Andreia – Veste esta roupa da Inês!
Adriana – Obrigada por isto, Andreia!

Andreia – Não tens de agradecer, é para isto que as amigas servem! Eu vou descer para te acabares de arranjar. Vê se te acalmas mais um bocadinho e depois desce ok?
Adriana – Sim! Obrigada!

Adriana veste as calças de ganga escura, uma camisola vermelha e uns botins de salto e começa a olhar em seu redor. O quarto era muito bonito, a decoração tinha tons claros e estar naquele espaço conferia-lhe paz.

Adriana repara então numa foto na mesa-de-cabeceira, agarra-a. Era uma foto de Inês e Rúben, ela agarrou-a e fitou-a durante vários segundos. Eles estavam abraçados e com sorrisos enormes, parecia uma daquelas fotos dos amores dos livros, das revistas ou dos filmes.

Adriana sentia inveja do que eles tinham… Não era inveja de lhes desejar mal ou querer que se separassem porque ela adorava o seu melhor amigo e sabia que o seu lugar era do lado da Inês, era inveja de ela não ter o mesmo que eles.

Não ter uma relação seria, alguém que amasse de verdade e que fosse capaz de o admitir. Abandonou esses pensamentos, pousou a foto e desceu as escadas até chegar perto deles na sala.

Inês – Então? Sentes-te melhor?
Adriana – Sim… Obrigada por tudo!

Rúben – Não tens de agradecer… É para isto que os amigos servem…
Adriana – Eu tenho de ir para casa, vou chamar um táxi.

Rúben – Nada disso! Primeiro come qualquer coisa, fica connosco e depois eu levo-te a casa…
Adriana – Não sei… (Rúben olhou para ela com uns olhos a implorar e ela fitou David que a olhava expectante) Ok, também hoje estou mesmo sozinha em casa por isso… Ia morrer de tédio! (sorri)

Jantaram com calma, com muita conversa à mistura e risadas. Agora uns jogavam jogos na sala e outros conversavam amenamente.

Adriana sentia-se completamente desintegrada e não conseguia deixar de pensar em tudo o que se tinha passado naquela noite. A verdade é que ela se julgava condenada à solidão e pensava que jamais teria alguém que a amasse por aquilo que era, sem contrapartidas, sem mentiras.

Adriana abre o frigorífico e serve-se de um copo de água gelada. Não serviu apenas para lhe matar a sede mas para lhe limpar a alma e lavar-lhe todos aqueles pensamentos. Senta-se na bancada da ilha no meio da cozinha e aproveita a vista sobre Lisboa que se via da janela da cozinha.
Cada luz perfeita que delineava as colinas lá ao fundo, num céu negro, cada pormenor analisado delicadamente pelo seu olhar atento que Adriana acompanha com um último gole de água.

David – Ah então era aqui que cê tava!
Adriana – Parece que sim! (olhando por cima do ombro para a porta onde David entrara)

David – Cê não quer ir jogar pictionary com a gente?
Adriana – Não estou com muita vontade…

David – Mas pelo menos vem pró pé da gente…
Adriana – Não me apetece ir para o meio da confusão…

David – Ah mas eu não vou deixar você aqui sozinha não!
Adriana – Hum… (resmunga)

David – Eu vou ficar aqui com você!

David permanece em pé em frente a Adriana, mas nem estando sentada na bancada da ilha da cozinha faz com que seja mais alta que David.

Adriana – Não é justo! Vai-te divertir!
David – O que não é justo é cê ficar aqui enquanto está todo o mundo se divertindo e jogando na sala. Se você não vem eu fico!

Adriana – Então fica! Porque eu não vou! Não me apetece estar no meio de confusões. Preciso de paz… Para pensar…
David – Posso fazer-te uma pergunta? Senão te importares claro!
Adriana – Claro! Chuta!

David – Porque é você tava chorando? Não tem de responder senão quiser…
Adriana – Não há problema nenhum… Não é segredo para ninguém! Eu gosto de um rapaz ou pelo menos gostava, e fi-lo durante 3 anos e ele durante três anos gozou comigo. Ele sabia que bastava estalar os dedos e eu corria atrás dele e era mesmo isso que ele fazia. Dizia que me amava, eu acreditava e depois negava tudo, humilhava-me e fingia que eu não existia, e depois voltava e fazia o mesmo, durante 3 anos, e eu sempre a cair porque o amava… Agora percebo que aquilo não é nem nunca foi amor, era tipo um vício, uma obsessão, era tudo menos amor. Mas agora percebi que ele não vale a pena e que mereço alguém melhor. E então estou a esquecê-lo….

David – Se ele fazia isso com você era porque não te amava de verdade… Quem ama alguém de verdade não machuca ela dessa maneira não! Claro que as pessoas se acabam machucando de alguma maneira mas às vezes é porque se gostam demais, não amar é sofrer mas amar é sofrer muito mais, mas agora brincar com os seus sentimentos… Esse cara deve ser maior otário de sacanear uma menina linda que nem você!

Adriana ri-se timidamente

David – Isso na sua cara foi um sorriso? (sorrindo) (Adriana assente com a cabeça) Assim eu gosto mais! Que linda! Esquece esse cara vai! Há aí um montão de caras querendo te conhecer e namorar você pra quê perder tempo com um cara desses? Vai mas é se divertir, conhecer caras novos, e deixar esse babaca para lá!
Adriana – Obrigada, por tudo!

David fita Adriana e ela faz o mesmo. Olham-se intensamente nos olhos e estão cada vez mais próximos, David apoia timidamente as mãos na bancada aproximando-se assim de Adriana e esta tenta manter-se concentrada para não fazer nenhum disparate.

David – Não tem de agradecer não, os amigos são para isso mesmo!

David e Adriana estavam a milímetros de se beijarem, Adriana luta interiormente para se afastar de David mas ele é como um íman que a puxa com uma força que lhe é superior e imparável. Vendo que as suas tentativas são falhadas Adriana fecha os olhos decidida a deixar-se levar pelo momento.

Adriana sente o hálito quente de David nos seus lábios entreabertos e David acaricia-lhe a face ao mesmo tempo que desvia uma mecha de cabelo da bochecha direita de Adriana partindo assim para unir os dois lábios. Os escassos milímetros de o fazer são interrompidos.

Andreia – ADRIA... (entra na cozinha e vê aquela cena) …NA. Desculpem interromper eu não sabia que estavam aqui! Quer dizer sabia, mas pensava que estavas sozinha! Ok, esqueçam!

Desculpem!
David afasta o seu rosto de Adriana e larga a mecha de cabelo dela que segurava delicadamente com a sua mão.

Adriana – Não interrompeste, nos estávamos só a conversar… (Olha David nos olhos e volta-se de novo para Andreia) Querias alguma coisa? (disfarça percebendo que Andreia estava realmente atrapalhada)
Andreia – Vinha dizer-te que eu e Fábio vamos andando e vinha despedir-me de ti…

Adriana – Já?
Andreia – Sim, amanhã há coisas a fazer!

Adriana – Okay, então vemo-nos no próximo jogo?
Andreia – Claro! Óbvio!

Adriana e Andreia despedem-se com dois beijinhos e o mesmo acontece com David. Ambos seguem atrás dela para a sala para se despedirem de Fábio.

Sala:
Adriana – Então, eu lá estarei para ver o jogo!
Fábio – Assim é que se fala lampiona!

Todos se riem. Fábio e Andreia vão embora.

Adriana – Bem eu também tenho de ir andando… Alguém viu o meu telemóvel por ai?
Ruben – Para que é que o queres?

Adriana – Olha! Para chamar um táxi, para que é que achas?
Rúben – Nem penses, eu levo-te a casa, é num instantinho…

Adriana – Não é preciso… Ficas aí com a Inês. Aproveitam o tempo para namorarem… (enquanto procura o telemóvel)
Rúben – Nem penses! Eu levo-te!

Adriana – Ficas e pronto! (encontra o telemóvel) Aqui está ele!
Javi – Nosotros te llevamos!

Adriana – Não! Vocês não têm mais nada que fazer do que ir levar-me a casa? Vão namorar! É para isso que servem os namorados e as namoradas. Acreditem levar-me a casa não é assim tão entusiasmante como namorar! (ironiza)
Rúben – Adriana vá lá, o Diogo pode voltar a aparecer. Deixa-me levar-te ou então fica aqui em casa. O quarto de hóspedes está livre.

Adriana – Nem pensar! Eu vou para casa! De táxi! Acabou-se a discussão!
Rúben – És mesmo teimosa!

David – Eu levo você! É perigoso apanhar um táxi a essas horas da noite! Eu te levo… Ah e escusa de vir com a desculpa de namorar porque eu não tenho namorada! (Adriana olha para ele como que implorando para que ele não fizesse aquilo) E escusa de olhar assim para mim com esses olhões porque eu vou te levar de qualquer jeito!
Adriana – Fogo! Vocês são cá uns chatos!

Rúben – Obrigado David, assim fico muito mais sossegado! Vá lá Adriana. Vai com ele e porta-te bem! Não sejas refilona! Facilita!
Adriana – Ok, ok. Mas é só para não ficares preocupado! (Dá-lhe um beijo no rosto e um abraço) Obrigada por tudo amigão! Nem sei como agradecer!

Rúben – Não tens de o fazer! Sabes que eu estou aqui para tudo! (separa-se do abraço e sorri-lhe)
Despedem-se todos e cada um segue para a sua casa, Javi com a sua namorada Elena vão para casa, Inês e Rúben ficam na casa deles, e Adriana e David… Bem! Esses ainda iam ter uma noite bastante longa!

Capítulo 7
Parque de estacionamento:
Adriana – Este é o teu carro?
David – Sim, não é nenhum Ferrari nem nenhum Mercedes mas as miúdas costumam gostar… (brinca)

Adriana – Não posso! Eu queria que este fosse o meu primeiro carro depois de tirar a carta. Acho-o perfeito! É desportivo mas tem um toque de classe, perfeito para uma rapariga como eu!

David – (tosse) Bem obrigado pela parte que me toca!
Adriana – Tu percebeste o que quis dizer… Não te quis ofender, é um carro muito masculino mas acima de tudo é desportivo e combina na perfeição comigo! Não te estava a chamar menina ó! (riem-se ambos)

David – Ah fico muito mais descansado! Acredita! Vamos embora então?
Adriana – Claro!

David e Adriana foram falando durante todo o caminho até sua casa, e David não conseguia esconder um sorriso meio parvo na cara sempre que desviava discretamente os olhos da estrada e os punha em Adriana, que nem reparava na maneira como ele o fazia porque ia demasiado entretida com a conversa mas sempre atenta ao caminho para garantir que David não se enganava no caminho até sua casa.

“Ela é perfeita!” pensava David a cada sorriso parvo que lhe lançava.

Adriana – Chegámos!
David – É aqui?

Adriana – Sim… Neste prédio!
David – É um bom sítio…

Adriana – Moro aqui à pouco tempo, esta casa é só minha mas por enquanto divido-a com os meus pais porque a deles está em obras e não valia a pena eles gastarem dinheiro num hotel.

Porta do prédio:
David – Você é muito chegada à sua família?
Adriana – Sim… Pode-se dizer que sim. Não dispenso passar tempo de qualidade com eles… Sou muito ligada à minha mãe e desabafo tudo com ela, e em relação ao meu pai sempre fui a menininha do papá. Somos muito unidos…

David – Também sou muito unido à minha família, um dia você devia conhecê-los… Eles iam adorar você…Eles adoram conhecer os meus amigos…
Adriana – Quem sabe… Talvez um dia destes! Vou entrando… Está a ficar tarde… (procura as chaves na mala) Bolas! Não acredito!

David – Que foi?
Adriana – Não tenho chaves… Devo ter-me esquecido delas e os meus pais não estão cá… Estão na terra da nossa família … Eu não acredito! (agarra no telemóvel) Vou ligar à Débora! Tou?

Olha, não tenho chaves de casa será que podia ir dormir a tua casa? Ok, tudo bem! Não há problema eu cá me desenrasco… Tchau! Beijinhos!

David – Então?
Adriana – Ela não esta em casa… Agora onde é que eu vou dormir? Posso sempre ir para um hotel passar só esta noite mas não tenho nada comigo! Nem um pijama!

David – Você pode dormir na minha casa…
Adriana – Hã? Na tua casa? Nem pensar!

David – Sim… Ou você está pensando dormir na rua? Eu só tenho um quarto mas alguma coisa se há de arranjar… Nunca se deixa um amigo dormindo na rua…

Adriana – Acho que nestas condições não estou no direito de ser esquisita. De certeza que não vai haver problemas? Não tens de fazer isto só para seres simpático…

David – Não estou só a ser simpático… Quero mesmo que venhas! Para não dormires na rua claro! (disfarçando)

Adriana – Acho que não estou em condições de recusar…
David – Então vamos!

Casa de David Luiz:
Ele abre a porta e mostra-se contente por ter Adriana por perto.
David – Bem-vinda ao meu castelo! (brinca)

Adriana – Hum… É gira… Para um solteirão a morar sozinho nada mau!
David – Eish! Não é preciso ofender!

Adriana – Hum hum! Claro! (gozando)
David – Bem você quer comer ou beber alguma coisa?

Adriana – Um copo de água não ia mal…
David – Então sai um copo de água!

Cozinha:
David – Aqui está! (estendendo-lhe o copo de água)
Adriana – Obrigada! (dá um gole)

Adriana olhava para David e não conseguia esconder um sorriso parvo que teimava em surgir-lhe na cara por muito que o tentasse travar.

David – Tá olhando pra mim assim porquê?
Adriana – Estava a pensar que és muito diferente…

David – Diferente?
Adriana – Sim… Daquilo que eu tinha imaginado.

David – Ah então aí eu não sou diferente não, as revistas e isso é que não passam a imagem verdadeira de mim.
Adriana – Pelas entrevistas e isso percebe-se que és uma pessoa simples, humilde, honesta mas há mais coisas que as entrevistas não deixam transparecer. Tu és verdadeiro, genuíno, há alguma coisa em ti que eu não sei explicar…

David – Espero que isso seja bom…
Adriana – É! Acredita! (sorri e dá outro gole no copo)

David – Assim fico bem mais sossegado! Você quer fazer alguma coisa, ver um filme, sei lá! Ou está cansada e prefere ir dormir?

Adriana – Cansada eu? Não por esta hora se tivesse em casa estava a dar uns socos no saco, ou a ensaiar a minha coreografia de contemporâneo por isso energia a mim é coisa que não me falta!

David – Dar socos no saco? Você luta?
Adriana – Sim, Kickboxing! Já pratico o desporto há dois anos.

David – Devo fugir?
Adriana – Não, senão houver saco eu não luto. Se bem que até nem serias mau para saco…

David – Sim, mas vamos esquecer essas ideias!
Adriana – (punhos junto à cara em posição de ataque) Vá lá! Não me digas que o fraquinho afinal és tu e não o Rúben… (dá uns socos no ar para aquecer mas percebe o estado de pânico de David e desmancha-se a rir) Estava a brincar, ó!

David – Tomei maior susto! Achei que você ia mesmo me bater…
Adriana – Não… Eu não bato em fraquinhos! (rindo)

David – Ah engraçadinha você! Mas agora a sério, se não está cansada quer fazer o quê? Ver um filme, televisão, ou simplesmente nada porque já esta farta de mim?
Adriana – Farta de ti? Bem a essa não respondo porque não quero ferir os teus sentimentos (brinca) Sei lá podemos ver um filme?

David – Por mim… Tudo bem!

Sala:
Ambos se riem à gargalhada

Adriana – Este filme é muito bom!
David – Mesmo! Muito engraçado!

Adriana – Eles vão-se apaixonar aposto! Esta comédia romântica é das melhores que já vi até hoje…
David – Só a estamos a ver há 15 minutos…

Adriana – Mesmo assim… Eu tenho olho para isto…

25 minutos depois…
Adriana – Não acredito que ele a vai deixar! Eles não podem acabar separados!
David – Ah eles ficam juntos de certeza, nos filmes é sempre assim…

Adriana – Ai, ele foi-se embora! Que triste!

Adriana agarra-se ao braço de David, mantendo um braço enroscado no dele e a sua mão disponível desliza quase que instintivamente pelo braço a baixo até se unir á dele. Apesar de ser tímido David não foge com a mão e agarra a mão dela com firmeza para ter a certeza que ela não se arrependeria e tiraria a mão.

O que tinha começado como uma noite de casais, com muitas confusões, em casa de Inês, acaba agora em casa de David.
Sem quase darem por isso e sem saberem bem como ali estavam os dois agarrados, de mãos dadas a ver um filme.
David usava o seu polegar para fazer ligeiros movimentos na mão de Adriana acariciando-a, eram como festinhas mas que provocavam a Adriana cócegas e uma sensação de nervosismo no estômago.

continua...
PS: A responsabilidade do texto é do próprio autor.

espaço "fanfic": Fanfic da Catarina R

Capitulo 6
“Nem sei o que dizer. Nunca pensei. Foi demasiado, percebo porque o fez, mas não foi a melhor solução, devia ter feito algo. Se soubesse, se a conhecesse há mais tempo não deixaria que acontecesse nada. Acredito que deva doer demasiado, vejo nos seus olhos, o sinto.”

“Acho que o faria na mesma. Antes disto tudo acontecer perguntava-me como alguém conseguia acabar com a própria vida, mas agora sei porquê. Olho para trás e gostava de voltar a ver quem eu era, mas grande parte de mim desapareceu.”

“Como era?”

“Era alegre, divertida, doida, tímida, faladora, querida. Também tenho defeitos mas esses continuam. As vezes ainda sou assim, mas é raro, é só para disfarçar.”

“Gostaria de conhecer essa Catarina.” – olhei nos olhos dele.
“Eu também gostava de voltar a vê-la.”

Continuamos a falar sobre nada de especial e durante aquele tempo não pensei em mais nada a não ser ele, apesar de sentir dor cada vez que mexia os pulsos ele fazia-me esquecer e era bom ter alguém com quem falar, alguém que não sentisse pena, apenas que falasse comigo para me sentir melhor.

“Menina, tem mais visitas. É a sua família.” – a enfermeira avisou-me.
“Não quero falar com elas, diga que estou a dormir ou assim.”

“Catarina, tem de falar com a sua família.”
“Eu sei, mas não consigo, dói muito. E vou desiludi-las.”

“Lembra o que prometi? Estarei aqui com você.” – e senti ele a apertar me levemente a mão.
Dei ordem à enfermeira para que elas entrassem.

Olhei para a porta e vi a minha irmã entrar primeiro e a minha mãe de seguida. Elas estavam em choque, eu não devia parecer nada bem, mas o choque delas podia ser mais, devido a ter a camisola do David nas minhas pernas e ele ao meu lado a segurar-me na mão.

“Catarina, como te sentes?”
“Estás bem mana?”

Apenas abanei a cabeça, a dizer que dizia que não sabia. Não conseguia falar, doía.
“Catarina, fala.” – disse o David e voltou a apertar-me a mão.

Olhei para ele e abanei a cabeça que não. Ele viu que eu parecia perturbada e olhou para a minha mãe e irmã.
“A Catarina se sente cansada, precisa de dar uma descansada, ela depois fala com vocês.”

“Ok. Pode vir lá fora para podermos falar?” – a minha mãe perguntou. Ele acenou que sim, largou-me a mão e foi para fora do quarto com a minha mãe e irmã.

para os meus pulsos e ao vê-los ligados apeteceu-me cortar as ligaduras, gritar, fazer algo para que acordasse deste pesadelo, mas sabia que não era possível porque era bem real. Olhei para eles e senti as lágrimas na minha cara, a dor mais forte que nunca, sentia o corpo dormente da dor que sentia, do vazio.

“Chorando? Não! Pare de pensar e de olhar, olhe para mim.”
Não conseguia olhar, era como se não tivesse forças. Vi uma das mãos dele a segurar na minha mão direita.

“Porque estava vestindo de verde?” – ele mudou o assunto da conversa.
“Se souberes não vais gostar.” – e olhei para ele.

“Não interessa. Quero saber.”
“Ok. A minha cor preferida é verde e quis ser do contra e ir de verde. Mas também não é esse o motivo.”

“Não é do Benfica, certo?”
“Sim.”

“Pela cor é lagarta, estou certo?”
“Certíssimo.”

“Uma lagarta na Luz e nem era contra o Sporting. Suspeito…” – e ele sorriu.
“Não quis ficar em casa, e isto fica entre nós. Sou simpatizante do Benfica…”

“E eu sou o seu jogador preferido.” – ele interrompeu-me.
“Mas como sabes?”

“A sua família me contou.”
“Nunca sabem ficar de boca calada.”

“Não faz mal. Você é a primeira que não é do Benfica e que gosta de mim que eu conheça.”
“É estranho?”

“Um pouco, eu e lagartos não combina, mas com você está combinando.”
Não evitei e sorri ligeiramente.

“Você sorriu! Estou gostando dessa Catarina.”
“É bom que aproveites porque muito raramente ela aparece.”

“Eu estou aproveitando. E desejando que ela apareça mais vezes.”
“Talvez ela apareça, mas não tem sido fácil…”

“Desculpem interromper, mas vai ter de sair, a hora da visita acabou, agora só daqui a umas horas.” – a enfermeira avisou.
“Fica bem, Catarina? Tome o meu numero se precisar de falar quando estiver sozinha. Vou tentar voltar depois.” – ele escreveu o numero no meu telemóvel.

“Fico, David. Obrigada, e não precisas de voltar se tiveres algo.”
“Não me esta convencendo com o fico, mas aceito. E eu volto sim, gostei de falar e estou preocupado com você.”

“Ok. Tu é que sabes. Adeus, David.”
“Adeus Catarina.” – e ele saiu do quarto.

continua...
PS: A responsabilidade do texto é do próprio autor.

Espaço "fanfic": Fanfic da Nii'i - Parte IV

Antes de ser publicado o sexto capitulo, fica aqui uma nota.
Decidi alterar o 2 e 3 capitulo. Não muito, apenas o David e a Bia não namoraram nem se conheciam. Fica aqui a correcçao.
Peço desculpa a todos pelo incomodo mas achei que ficaria melhor.

Quando cheguei cá fora, lá estava a Inês a esboçar um enorme sorriso, como já era normal nela. Ela fazia-me feliz. A Inês é a minha melhor amiga há muitos anos e nunca, nunca me deixou ficar mal. Diz o que tem de dizer, faz o que tem de fazer mas tudo para o meu bem pois para ela eu sou mais importante do que ela e para mim ela é mais importante que eu, por isso normalmente tratamo-nos por “irmã”.

- Olá irmã. – Disse ela começando a caminhar junto a mim para a garagem onde se encontrava a minha mota.

- Olá totó. – Respondi eu, esboçando um enorme sorriso enquanto a Inês me batia no braço em jeito de brincadeira. Abri a garagem, subi para a mota, liguei-a e parei fora da garagem enquanto a Inês fechava a garagem como era habitual.

Depois das aulas fui até ao riacho perto de minha casa, ia para lá sempre que queria pensar. Sentei-me na pequena ponte de pedra, era mesmo pequena pois eu conseguia estar com os pés dentro de água e o rio não leva assim muita.

Depois decidi ir até á praia. Eu adorava o mar, adorava a praia, adorava aquela calma que eles me transmitiam, lá sentia-me mesmo bem.

O mar estava calmo, sem vento e a praia deserta. Sentei-me na fina areia quando de repente sinto uma enorme vontade de ir nadar e assim o fiz, a minha sorte era ter biquíni por baixo. Depois de varias horas dentro de agua resolvi sair.

Vesti a minha roupa e sai da praia. Até que de repente ouço o meu telemóvel a tocar, era a Inês.

-Olá Inês – disse eu – Passa-se alguma coisa?

- Olá Bia, não é nada de mais mas acabou agora o meu treino de voleibol e vou sair agora, queria saber se querias vir aqui ao estádio ter comigo e depois íamos comer alguma coisa , que me dizes?

-Sim, dá-me 10 minutos e eu estou aí. Espero por ti em que porta? Nas traseiras ou na principal?

-Na principal, vou sair pela frente hoje.

- Ok Inês, até já então.

-Até já Irmã. – Disse ela, rindo-se de seguida.

Desliguei o telemóvel e guardei-o na carteira. Não era muito de andar com o telemóvel, só mesmo neste casos, preferia falar directamente com as pessoas.

Subi para a mota e lá me dirigi para o Estádio onde a Inês me devia esperar.

As ruas da capital não estavam com muita movimentação , apesar de ser Julho. Os estudantes deviam estar na praia e o resto das pessoas ainda deviam estar a trabalhar.

Finalmente, avistava o parque de estacionamento do estádio. Dirigi-me para lá e estacionei a mota. Quando ia a atravessar o parque de estacionamento do estádio vejo um carro a vir em marcha atrás e bateu-me e eu em desequilíbrio caí para o chão meia tonta.

O carro parou e alguém sai de lá de dentro. Era alto, tinha um casaco e o carapuço na cabeça. Foi-se aproximando e ajudou-me a levantar.

-Tu estás bem? – perguntou com uma voz meiga e delicada. Tinha um sotaque de brasileiro mas não sei se o seria de verdade, a cara estava escondida pelo carapuço assim como o cabelo.

-Sim, quer dizer mais ou menos. Isto passa-me. – Acabei eu por conseguir dizer.

-Não, precisas de ir a um médico.

Nesse mesmo instante pega no telemóvel e inicia uma chamada.

-Estou Rúben. Ainda estás aí dentro?

- …

- Ainda bem. Preciso que me faças um favor.

6ºCapitulo

Ambos sorrimos e eu saí da sala. Eu conhecia mais ou menos o estádio, de ir ver os jogos tanto de futebol como os da Inês de voleibol. Por falar na Inês, ela deve estar á minha espera á muito tempo e ela detesta esperar, mas, eu tinha de ir a correr para o relvado senão já não apanhava o David e tinha de lhe agradecer por tudo o que fez por mim. Eram só mais 5 minutos, a Inês não se devia importar muito.

Assim sendo, dirigi-me para a porta de saída do relvado e fiquei mesmo desiludida quando lá cheguei, porque já não estava lá ninguém, nem um único ser lá estava.

Quando me ia a virar para vir embora senti uma mão nas minhas costas, era uma mão grande mas suave. Assustei-me e dei um salto.

- Não precisas de te assustar. – disse uma voz, era ele, eu tinha a certeza que era ele. Virei-me e ficamos frente a frente, era mesmo ele.

- Não me assustei, apenas não estava a espera que aparecesses assim de repente.

- Não estavas á minha espera?

- Eu?

- Sim, tu.

- Não, quer dizer sim, quer dizer mais ou menos.

- Em que ficamos? – Disse ele esboçando um largo sorriso.

- Só te queria agradecer por me teres ajudado.

- Agradecer?

- Sim.

- Mas fui eu quem te magoou, não terias ficado mal se eu não te tivesse batido com o carro.

- Isso foi um acidente e como podes ver eu estou bem. – Disse eu, enquanto dava uma volta. Rimo-nos em conjunto.

- Mas não me chegas-te a dizer o que vinhas fazer aqui ao estádio.

- Vinha ter com a minha melhor amiga, a Inês, ela joga voleibol e teve treino, que por falar nisso já acabou á muito tempo e ela já se deve estar a passar de estar a tanto tempo a espera.

- Pois, eu também tenho o Rúben a minha espera.

-Bem, assim sendo, Obrigada e até um dia.

-Sim, depois combina-mos um café ou assim.

- Depois vemos isso. Adeus.

-Adeus.

Antes de cada um ir para seu lado, ainda nos olhamos directamente, um olhar forte e sincero.

Corri para ir ter com a Inês, quando lá cheguei ela estava com uma cara que metia medo ao susto.

- Olá Irmã. – Disse eu sorrindo para ver se ela me desculpava.

- Olá. Bia, eu estou á quase duas horas á tua espera, duas horas, sabes o que é isso?

-Eu sei e peço imensa desculpa.

- Só desculpo se me pagares o jantar.

- Combinado. – Rimo-nos as duas.

- Então vamos embora que estou cheia de fome. Ainda sabes onde tens a mota?

- Claro que sei Inês.

- Nunca se sabe. – Disse ela rindo-se, como era habitual nela.

Dirigimo-nos em direcção á mota. O carro do David ainda lá estava, o que significava que ele ainda não tinha ido embora.

Subimos para a mota, colocamos os capacetes e eu pôs a mota a trabalhar.

Quando ir a passar pela porta do estádio, tive de parar pois estava uma fila enorme. Nesse momento sai o David e o Rúben de dentro do estádio e a Inês, diz-me baixinho ao ouvido:

- Irmã, olha ali o David Luiz, o teu ídolo.

Eu não lhe respondi e nem sequer olhei para o local onde eles estavam.

Até que de repente vejo eles já quase ao meu lado. Nesse momento só desejava que a fila andasse, mas ela não andou.

- Achas que estás em condições de conduzir? – Disse o David. Eu fiquei mais vermelha que um tomate.

- Sim, estou. Eu já estou bem obrigada.

- E se tens um acidente?

- Outro? Isso também já era muito azar. - Disse eu rindo-me.

- Não brinques com coisas sérias Inês.

- Eu não estou a brincar. A sério que estou bem, não te preocupes e eu tenho de ir que a fila já andou e eu estou com pressa. Mais uma vez, obrigada.

- Tem cuidado contigo, adeus.

- Adeus.

Ambos ainda olhamos para trás e sorrimos.

Foi bom tê-lo conhecido, mas já tinha acabado. Não podia durar mais, eu e o David nunca poderíamos ser amigos. Ele era famoso e eu não passava de uma rapariga normal.

Porém, ele não me saia da cabeça, era algo forte que não conseguia controlar.

- Bia ? Bia?

- Ah, desculpa Inês, estava distraída.

- Pois eu até posso imaginar em que estavas a pensar. – disse a Inês rindo-se em seguida.

- Não comeces.

- Eu não, só quero que me expliques o que se passou para o David, sim, o DAVID LUIZ , vir falar contigo.

- Não se passou nada de mais.

- Achas que eu sou burra? Bem, até posso ser mas para isto não.

- Ok, ok Inês, eu conto-te mas só depois de chegar-mos a minha casa.

- A tua casa?

-Sim, porque?

- Porque vais-me pagar o jantar ou já te esqueces-te?

- Não, não me esqueci. Eu vou-te pagar o jantar mas vamos jantar em minha casa. -disse eu esboçando um largo sorriso em seguida.

A Inês disse qualquer coisa depois, mas sinceramente nem percebi, pois voltei a pensar nele, eu não podia pensar nele, estava completamente proibido isso acontecer.

Finalmente chegamos a minha casa. Como eu já sabia não tinha lá ninguém.

Subi até ao quarto e a Inês seguiu-me. Deitei-me em cima da cama e a Inês sentou-se aos meus pés.

- Podes começar. – disse ela com o seu sorriso maravilhoso.

- Começar com o quê? – perguntei eu , fazendo-me de desentendida. Eu sabia o que ela queria, queria saber o que se tinha passado de tarde mas eu, por um lado queria lhe contar mas por outro não, pois ao contar-lhe estava a dar demasiada importância ao que aconteceu. Não é que não tivesse essa importância, porque teve, mas eu tinha de esquecer o que se passou, em especial esquecer que tinha conhecido o David.

- Oh, não te faças de desentendida, sabes bem o que quero saber.

- Não Inês, asserio que não sei.

- Quero saber o que se passou esta tarde.

- Esta tarde? Bem, enquanto foste para o treino, eu fui até á praia e depois fui ter contigo.

- Não te faças de engraçadinha Bia, o que se passou com o David?

- Ah isso.

- Sim, isso. Anda lá Bia estou a morrer de curiosidade.

- Não foi nada de mais. Quando ia ter contigo ele veio com o carro para trás e quase me atropelou, depois ajudou-me e levou-me ao médico do Benfica e depois eu agradeci-lhe. Como vês nada de muito empolgante.

- Posso fazer-te uma pergunta Irmã?

- Claro que podes.

- Tu não sentiste mesmo nada?

- Como assim?

- Tipo, não sentiste nada de especial?

- Tirando a parte de estar perante o DAVID LUIZ jogador, não, nada de mais. Mas porque essa pergunta?

- É que eu já me tinha cruzado com ele algumas vezes e fiquei interessada nele e consegui o número dele. E hoje ia-te perguntar se não te importavas que eu começasse a falar com ele, mas como se passou isto hoje tinha medo que também tivesses ficado interessada.

- Não, podes estar á vontade Inês. – Era claro que eu tinha sentido algo, não o poderia negar, mas também não o poderia dizer á Inês, se ela estava interessada e se isso a fazia feliz eu teria de me habituar á ideia, mas ele, ele não me saia da cabeça. Aquele sorriso, aqueles cabelos e aquele olhar não me saiam da cabeça.

-Ainda bem Irmã, eu não ia fazer nada que interferisse na nossa amizade.

Ambas sorrimos.

Continua...

PS: A responsabilidade do texto é do próprio autor.

Fotos:Nacional vs Benfica.Época 2010/2011


Foto: Daylife

domingo, 22 de agosto de 2010

Jogos 2010/2011: Benfica perdeu com o Nacional

O Benfica perdeu 2-1 (0-0 ao intervalo) frente ao Nacional.
O David Luiz esteve em campo 90' e levou um amarelo.

Notas de jogo:
4'- David Luiz enche o pé direito de fora da área, mas muito por cima da baliza do Nacional.
68' - Benfica: Cartão amarelo para David Luiz
79' - David Luiz cabeceia sem muita força, após um livre marcado por Carlos Martins, mas o inevitável Bracalli faz a defesa.

Opinião à sua prestação em campo:
David Luiz 5
Teve uma noite dura frente a Diego e Orlando Sá, mas não teve culpas no desaire, exagerando, porém, como é habitual, em algumas subidas.
O Jogo 22 de Agosto de 2010

sexta-feira, 20 de agosto de 2010

Selecção Brasileira: David Luiz foi convocado para realizar 5 treinos e dois jogos-treino em Barcelona

Seleção Brasileira fará cinco treinamentos em Barcelona - dois jogos-treinos - entre os dias 2 e 8 de setembro
Veja a lista de 22 jogadores convocados por Mano Menezes
O técnico Mano Menezes convocou nesta sexta-feira no Hotel Sheraton São Conrado, no Rio de Janeiro, 22 jogadores da Seleção Brasileira para um período de treinamento em setembro, em Barcelona, na Espanha.

O técnico convocou só jogadores que atuam no exterior, já que seus clubes não estarão em atividade por conta dos amistosos das seleções européias nas datas FIFA, e evitou assim prejudicar os clubes brasileiros na disputa do Campeonato Brasileiro.

Mano Menezes preferiu reunir a seleção para um períoo de treinamento, ao invés de amistosos contra adversários que no momento não acrescentariam no aspecto técnico, e vai aproveitar o período para realizar dois jogos-treinos e três treinamentos.

Nos dois jogos-treinos, o técnico escalará duas equipes diferentes, mas já com a ideia do esquema tático definido, tendo em vista a base posta em prática no amistoso contra os EUA.

- A linha de trabalho está estabelecida e a idéia é mantê-la. Logicamente que o futebol nos obriga a fazer alguns ajustes, com uma maior sequência de jogos, mas vamos procurar manter o que foi feito em campo com sucesso diante dos Estados Unidos.

Um jogo-treino, o do dia 5 de setembro, já está acertado - o outro, provavelmente será disputado no dia 7 de setembro, o que será definido com a viagem do supervisor Guilherme Ribeiro antes de todo o grupo para Barcelona.

Na lista divulgada por Mano Menzes, seis jogadores têm idade olímpica - Alexandre Pato, André, Douglas Costa, Philippe Coutinho, Rafael e Sandro - e dois não passaram pela Seleção Principal, Douglas Costa e Philippe Coutinho, mas que já estiveram nas seleções de base.

Na lista, há uma combinação de gerações que deverá acentuar-se em breve, especialmente a partir de 2011.

- Certamente haverá esse encontro de nova gerações com jogadores que já fizeram parte de seleções anteriores, o que vai acontecer com mais ênfase no início de 2011.

Veja a lista dos convocados por ordem alfabética:

Alex - Chelsea

Alexandre Pato - Milan

André - Dínamo Kiev

André Santos - Fenerbahçe

Carlos Eduardo - Hofenheim

Daniel Alves - Barcelona

David Luiz - Benfica

Diego Alves - Almeria

Douglas Costa - Shakhtar Donetsk

Fernandinho - Shakhtar Donetsk

Gomes - Tottenham

Henrique - Racing Santander

Hernanes (em transferência)

Hulk - Porto

Lucas - Liverpool

Marcelo - Real Madrid

Philippe Coutinho - Internazionale

Rafael - Manchester United

Ramires - Chelsea

Robinho - Manchester City

Sandro (em transferência)

Thiago Silva (Milan)

http://www.cbf.com.br/php/noticias.php?e=1&n=11778

Convocatórias 2010/2011: David Luiz convocado para o Nacional vs Benfica - amanhã pelas 21h15 na TVI

Lista de convocados:
Guarda-redes: Roberto e Moreira.
Defesas: Fábio Faria, Luisão, Maxi Pereira, Fábio Coentrão, David Luiz e Sidnei.
Médios: Airton, Ruben Amorim, Javi Garcia, Pablo Aimar, Carlos Martins e Gaitán.
Avançados: Cardozo, Jara, Weldon, Nuno Gomes e Saviola.

quinta-feira, 19 de agosto de 2010

Notícias 2010/2011: David Luiz fez a antevisão do Nacional vs Benfica

19/08/2010 FUTEBOL
Central antevê jogo com Nacional
David Luiz: "Estamos preparados"
O central brasileiro David Luiz afirmou esta quinta-feira, em entrevista exclusiva à Benfica TV e ao Site Oficial do Clube, que a equipa quer dar a volta por cima no jogo do próximo sábado com o Nacional da Madeira.

Depois de ter perdido na primeira jornada da Liga frente à Académica de Coimbra, o Benfica quer somar os primeiros três pontos na competição. “As expectativas são as melhores possíveis. Não começámos da maneira que queríamos e estamos com vontade que chegue o próximo jogo para darmos a volta por cima”, afirmou o jogador, que lembrou que os “encarnados” também não começaram bem a prova na época passada e acabaram com a conquista do título nacional: “Sabemos que perdemos três pontos importantes, mas no ano passado também não começámos bem. Jogar na Madeira é sempre muito difícil, mas estamos preparados.”

David Luiz garantiu que o resultado menos positivo da primeira jornada não diminuiu o moral das tropas. “Foi um jogo em que massacrámos e em que fizemos tudo para ganhar. Não estivemos no nosso melhor, mas fizemos o necessário para ganhar o jogo”, considerou, acrescentando: “Não é por um mau resultado que vamos deixar de acreditar.”

O objectivo é responder ao desaire injusto frente à Académica com um triunfo na Madeira. “É uma derrota difícil de digerir, mas uma equipa de alto nível tem de saber dar a volta por cima no próximo jogo. O Benfica é o Benfica e temos jogadores para isso. Cabe a nós demonstrar isso dentro de campo”, disse.

Na temporada passada, o Benfica venceu na Madeira por 0-1. Para David Luiz, o que interessa é vencer e iniciar o caminho para o bicampeonato: “Espero que o resultado final seja a nossa vitória, independentemente se é por um, dois ou cinco golos. O que queremos é conquistar os três pontos e começar a nossa caminhada positiva durante a época.”

Apesar de ir jogar num campo tradicionalmente difícil, o Benfica só pensa em somar os três pontos e em fazer uma boa exibição. “Sabemos que o Nacional é forte na Madeira, mas também sabemos o quanto trabalhamos diariamente para ter uma equipa de alto nível e competitiva. Respeitamos todos os adversários e respeitamos o Nacional, mas também estamos sempre cientes do nosso valor”.

Para ajudar a vencer o Nacional, David Luiz conta com o apoio incondicional dos adeptos. “Tivemos o apoio dos adeptos em todos os campos que jogámos na época passada. Não é por um resultado menos positivo que vamos deixar de ter esse apoio. Sabemos que vamos ter esse apoio e cabe a nós dar esse presente aos adeptos, independentemente do sítio onde estiverem.”

Em virtude das ausências de Nuno Gomes e Luisão, o central David Luiz tem assumido o papel de capitão de equipa. "Na sua ausência tento passar o que sei aos mais novos e aos que não conhecem o Benfica tão bem. Gosto de ter esta responsabilidade e nunca fujo dela”, afirmou sobre a experiência de capitanear a equipa “encarnada” nos últimos jogos.

No final da antevisão ao jogo com o Nacional, o atleta deixou ainda uma mensagem aos sócios e simpatizantes do Benfica. “O que temos de viver é o presente, visando o futuro. Estamos a trabalhar bastante para sermos bicampeões este ano”, finalizou.

Recorde-se que o Benfica vai defrontar o Nacional no próximo sábado, dia 21 de Agosto, pelas 21h15.
Site Oficial do Sport Lisboa e Benfica 19 de Agosto de 2010

Vídeo:
em breve

Video:reunião do dirigente com os jogadores e comissão técnica

http://www.cbf.com.br/php/noticias.php?e=1&n=11739

Fotos: Bastidores da Selecção Brasileira, em New Jersey, no jogo contra os EUA




Fotos de: CBF.com.br

quarta-feira, 18 de agosto de 2010

Espaço "Fanfic": Fanfic da Nii'i - Parte III

"Something - 5º Capitulo"

Ambos sorrimos e eu saí da sala.

Eu conhecia mais ou menos o estádio, de ir ver os jogos tanto de futebol como os da Inês de voleibol. Por falar na Inês, ela deve estar á minha espera á muito tempo e ela detesta esperar, mas, eu tinha de ir a correr para o relvado senão já não apanhava o David e tinha de lhe agradecer por tudo o que fez por mim. Eram só mais 5 minutos, a Inês não se devia importar muito.

Assim sendo, dirigi-me para a porta de saída do relvado e fiquei mesmo desiludida quando lá cheguei, porque já não estava lá ninguém, nem um único ser lá estava.

Quando me ia a virar para vir embora senti uma mão nas minhas costas, era uma mão grande mas suave. Assustei-me e dei um salto.

- Não precisas de te assustar. – disse uma voz, era ele, eu tinha a certeza que era ele. Virei-me e ficamos frente a frente, era mesmo ele.
- Não me assustei, apenas não estava a espera que aparecesses assim de repente.

- Não estavas à minha espera?
- Eu?

- Sim, tu.
- Não, quer dizer sim, quer dizer mais ou menos.

- Em que ficamos? – Disse ele esboçando um largo sorriso.
- Só te queria agradecer por me teres ajudado.

- Agradecer?
- Sim.

- Mas fui eu quem te magoou, não terias ficado mal se eu não te tivesse batido com o carro.
- Isso foi um acidente e como podes ver eu estou bem. – Disse eu, enquanto dava uma volta. Rimo-nos em conjunto.

- Mas não me chegas-te a dizer o que vinhas fazer aqui ao estádio.

- Vinha ter com a minha melhor amiga, a Inês, ela joga voleibol e teve treino, que por falar nisso já acabou á muito tempo e ela já se deve estar a passar de estar a tanto tempo a espera.

- Pois, eu também tenho o Rúben a minha espera.
-Bem, assim sendo, Obrigada e até um dia.

-Sim, depois combina-mos um café ou assim.
- Depois vemos isso. Adeus.

-Adeus.

Antes de cada um ir para seu lado, ainda nos olhamos directamente, um olhar forte e sincero.

Corri para ir ter com a Inês, quando lá cheguei ela estava com uma cara que metia medo ao susto.

- Olá Irmã. – Disse eu sorrindo para ver se ela me desculpava.
- Olá. Bia, eu estou à quase duas horas á tua espera, duas horas, sabes o que é isso?

-Eu sei e peço imensa desculpa.
- Só desculpo se me pagares o jantar.

- Combinado. – Rimo-nos as duas.
- Então vamos embora que estou cheia de fome. Ainda sabes onde tens a mota?

- Claro que sei Inês.
- Nunca se sabe. – Disse ela rindo-se, como era habitual nela.

Dirigimos-nos em direcção à mota. O carro do David ainda lá estava, o que significava que ele ainda não tinha ido embora.

Subimos para a mota, colocamos os capacetes e eu pôs a mota a trabalhar.

Quando ir a passar pela porta do estádio, tive de parar pois estava uma fila enorme. Nesse momento sai o David e o Rúben de dentro do estádio e a Inês, diz-me baixinho ao ouvido:

- Irmã, olha ali o David Luiz, o teu ídolo.

continua...

PS: A responsabilidade do texto é do próprio autor.

terça-feira, 17 de agosto de 2010

Espaço "Fanfic": Fanfic da Nii'i - Parte II

"Something - 4º Capítulo"

- …
- Pergunta ao Doutor Bento Leitão se pode ver uma pessoa que está magoada.

-…
- Ok, então eu vou já para dentro. Ah e não fales a ninguém disto sff.

- …
- Obrigada mano.

-…
E desligou a chamada.

Aquela voz, eu reconheci-a, eu sabia que sim mas só não sabia de onde era. Mas era uma voz doce, uma voz calma e suave. Era uma voz que me fazia sentir bem mas mais que isso, essa voz fazia-me sentir segura.


-Bem, vais ter de vir comigo. Vou-te levar a um médico. – disse aquele rapaz que estava ao meu lado, disse-o de uma maneira doce e calma como a sua voz.
- Não preciso, obrigada. Eu estou bem, isto já passa, foi uma queda pequena.

-Nem pensar, vais agora ao médico. É já aqui no estádio, não precisamos de andar muito. – disse, sorrindo em seguida.

Não insisti mais. Secalhar ser vista por um médico não era assim tão mau.

Ele deu-me a mão, amparando-me e começamos a caminhar em direcção ao estádio.

- Então, como te chamas?
-Bia, quer dizer Beatriz mas toda a gente me trata por Bia, por isso podes tratar-me por Bia, e tu, como te chamas?

- Eu?
-Sim, tu.

-David, chamo-me David.

-Ah, está bem. Tens de ter mais atenção quando conduzes. – disse eu sorrindo para ele.
-Pois, eu estava distraído não foi mesmo por mal. Desculpa-me.

-Oh, não te preocupes, eu estava a pegar contigo.

Dito isto, ele colocou-se a minha frente e abriu uma porta, era toda branca com o símbolo do Benfica e dizia “Departamento Médico”.

Quando entramos eu nem queria acreditar, estava lá o Ruben Amorim, sim o Ruben Amorim jogador do Benfica e com ele um senhor com barba branca, devia ser o Doutor Bento Leitão.

Neste momento eu comecei a juntar todas as peças do puzzle. Se eu quase tinha sido atropelada por um Q7 branco, se o rapaz era alto e tinha sotaque brasileiro, se ele se chamava David e se chamou “mano” na chamada ao Rúben Amorim, isso quer dizer que aquele rapaz que me bateu com o carro, aquele rapaz que me ajudou a levantar e que a voz era tão doce, aquele rapaz era o David Luiz, aquele rapaz ali ao meu lado a me dar a mão era o meu maior ídolo e não tinha percebido isso.

Abri os olhos, doía-me um pouco a cabeça e senti-a o meu estômago a “andar ás voltas”, não me lembrava do que me tinha acontecido. Olhei para o lado e não estava mais ninguém a não ser um senhor de certa idade, estava virado de costas e não o reconheci. Quando ele se virou, vi quem era, era o doutor Bento Leitão e foi nessa altura que me lembrei do que se tinha passado. Depois de me ter apercebido que era o David Luiz que estava ao meu lado devo ter desmaiado ou coisa assim , porque depois de isso não me conseguia lembrar de nada mais.

O Doutor virou-se e dirigiu-se a mim.

- Então, como se sente?
-Eu? Eu sinto-me um pouco tonta, dói-me um pouco a cabeça e sinto o meu estômago a andar ás voltas.

-Pois, é normal. A menina esteve desmaiada quase 1 hora. Se não fosse o David a agarra-la podia ter dito bem pior.
- Doutor, posso perguntar-lhe uma coisa?

-Sim, claro que pode.
-O David que o senhor referiu era o David Luiz não era? Ou eu apenha sonhei com isso.

Ele riu-se, não sei se com a minha pergunta ou com a minha ignorância.

-Sim, era o David Luiz que estava aqui e por falar nele, ele deixou-lhe um recado. Pediu para eu lhe dizer que pede imensas desculpas por quase a ter atropelado e pede também imensas desculpas por não puder estar aqui até acordar, mas ele e o Rúben tiveram de ir pois tinham treino e já estavam bastantes atrasados.
-Ok, obrigada doutor. – Disse eu, mas as palavras custaram a sair. Ainda não acreditava, o meu maior ídolo tinha-me pedido imensas desculpas.

- Doutor, desculpe estar a incomoda-lo outra vez, mas não sabe onde o posso encontrar? Era só mesmo para lhe dizer obrigada.
-Sim, sei. Eles hoje treinam aqui no estádio, quer dizer o treino deve estar mesmo a acabar. Mas se a menina for já pode ser que ainda o apanhe.

-Obrigada. Sendo assim, posso ir?
-Mas tem a certeza que se sente melhor?

-Sim, sinto.
-Então, sendo assim pode ir.

-Obrigada doutor, obrigada por tudo mesmo.

continua...

PS: A responsabilidade do texto é do próprio autor.

domingo, 15 de agosto de 2010

Jogos 2010/2011: Benfica entrou a perder

O Benfica perdeu esta noite com a Académica de Coimbra por 1-2 (0-1: ao intervalo).
O golo do Benfica foi marcado pelo Jara.
O David esteve em campo 90', foi o capitão e viu um cartão amarelo.

Notas de jogo:
22' - Sougou ficou magoado após jogada com David Luiz junto à área do Benfica. Não parece grave...
56' - Benfica: Cartão amarelo para David Luiz
O brasileiro protestou com a demora na saída de Diogo Valente e foi castigado.
69' - David Luiz remata de fora da área... Para a bancada...
73' - A maca entra no relvado para retirar Sougou de campo. Foi após jogada com David Luiz...

Opiniões quanto à sua prestação em campo:
David Luiz 4
A nota parece injusta, tendo em conta que foi dos mais aguerridos, quer a construir quer a destruir. Teve, porém, duas más opções nas jogadas que resultaram nos golos da Académica. No livre de Diogo Valente que deu o 0-1, calculou mal a trajectória da bola, falhou o tempo de salto, e os seus vastos caracóis não chegaram para desviar o esférico. No segundo, optou (mal) por ir ter com Júnior Paraíba, deixando Laionel à vontade para receber a bola e rematar.
O Jogo 16 de Agosto de 2010

Notícias 2010/2011: Jogo de hoje frente à Académica será transmitido no Brasil

O jogo de hoje será transmitido no Brasil através do canal "SporTV".

O jogo terá inicio às 16h15 (hora de Brasília).

Site do canal: http://sportv.globo.com/programacao/

Notícias 2010/2011: Chelsea prepara-se para fazer uma nova proposta pelo David Luiz

Guerra de milhões
Chelsea prepara nova investida por David Luiz
Uma verdadeira loucura. David Luiz quase podia ganhar o prémio do jogador que mais animou o defeso na Europa. Desde que terminou a temporada passada têm sido vários os tubarões que parecem enfeitiçados pela qualidade do camisola 23 das águias. Chelsea, Manchester City, Real Madrid ou Barcelona são apenas alguns emblemas que têm o central debaixo de olho.

E se o jogador já estava valorizado, a recente chamada à selecção canarinha parece que aguçou ainda mais o apetite dos interessados, nomeadamente os clubes ingleses, Chelsea e Manchester City, conhecidos pela generosidade financeira quando se fala em contratações e salários.

O Chelsea está disposto a atacar David Luiz, preparando-se para fazer uma nova proposta ao Benfica. Os blues já realizaram inúmeras sondagens neste verão para se inteirarem das condições de um possível negócio, mas agora podem mesmo acenar com uma proposta concreta, numa última tentativa de convencer Luís Filipe Vieira.

A saída de Ricardo Carvalho para o Real Madrid abriu uma brecha no eixo defensivo e o central do Benfica é visto como o substituto ideal. Na semana passada, após o encontro do Brasil, a imprensa inglesa noticiou que o clube presidido por Roman Abramovich iria avançar com 32 milhões de euros, um valor escasso para as pretensões encarnadas. Aliás, para assegurarem o central, de 23 anos, os blues terão de apresentar uma proposta bem acima desse valor, porque Luís Filipe Vieira já recusou uma oferta do Manchester City no montante de 35 milhões.

Apesar do interesse blue, o técnico Carlo Ancelotti negou ontem que o clube possa ir ao mercado para “contratar um defesa-central”. “Nós temos o John Terry, Ivanovic e Bruma. Estamos satisfeitos”, frisou o italiano.

Olho aberto
Quem está muito atento à investida do Chelsea é o Manchester City, um dos mais poderosos clubes do Mundo. O director-desportivo dos citizens, Mike Rigg, confessou confessou na sexta-feira a Record que gostaria de contar com os serviços do jogador mas destruiu completamente a ideia de o clube estar disposto a bater a cláusula de rescisão, fixada em 50 milhões de euros.

Porém, os responsáveis pelo milionário emblema de Manchester estão atentos ao internacional brasileiro, já que não o querem deixar fugir para um rival direto e é provável que também se intrometam na luta, quando o Chelsea avançar com uma proposta concreta.

Segurar
Esta é a palavra de ordem da SAD benfiquista no que diz respeito ao dossiê David Luiz. Quem quiser contratar o defesa ainda neste defeso terá de chegar, pelo menos, aos 40 milhões.

Só assim um dos símbolos da equipa de Jorge Jesus poderá deixar o reino da águia antes do fecho do mercado de transferências.
Mais informação na edição impressa de Record deste domingo dia 15 de Agosto de 2010

sábado, 14 de agosto de 2010

Notícias 2010/2011: Jorge Jesus diz que o David Luiz chegou à selecção principal do Brasil "graças ao Benfica"

Jesus diz que David Luiz chegou ao "escrete" «graças ao Benfica»
Instado a comentar a primeira internacionalização de David Luiz, Jorge Jesus sublinhou que o central «deve esta chamada ao Benfica e à equipa».

«Fiquei contente, como todo o grupo. Foi valorizado pelo Benfica, pela equipa. Nenhum jogador consegue valorizar-se sozinho», disse Jorge Jesus, à margem da antevisão da partida frente à Académica. «Para além de ser um jogador com grande capacidade, deve a chamada ao Benfica e aos companheiros. Só foi chamado por ter jogado de forma colectiva», reforçou.
A Bola 14 de Agosto de 2019

Convocatórias 2010/2011: David Luiz convocado para o 1º jogo do CN 2010/2011 frente à Académica de Coimbra - amanhã às 20h15 com transmisão na SportTV

Lista de convocados:
Gr: Roberto, Júlio César;
Defesas: Maxi Pereira, Sidnei, David Luiz, Fábio Coentrão, Roderick, César Peixoto, Ruben Amorim;
Médios: Javi Garcia, Aimar, Airton, Carlos Martins, Felipe Menezes;
Avançados: Cardozo, Saviola, Jara, Weldon e Nuno Gomes.

Notícias 2010/2011: Chelsea mantêm o interesse

Chelsea aperta cerco a David Luiz
O Chelsea está novamente em cima de David Luiz. Ao que O JOGO apurou, os responsáveis do clube inglês até já tinham abordado o assunto aquando da recente contratação de Ramires, isto porque já há algumas semanas tinham perfeita noção de que seria complicado evitar a saída de Ricardo Carvalho para o Real Madrid.

E se os blues já estavam interessados no jovem central antes de saberem que iriam perder o internacional português para José Mourinho - Carlo Ancelotti já segue o jogador pelo menos desde a última época e tem em seu poder vários relatórios do brasileiro, tanto fruto de observações na Luz como em jogos europeus fora de portas -, o assédio intensificou-se mais nos últimos dias, confirmada que ficou a transferência do experiente português rumo à capital espanhola.

O JOGO sabe que, de facto, Ancelotti é apreciador das características de David Luiz e gostaria de fazer evoluir o jogador encarnado ao lado de John Terry. O técnico do campeão inglês pretende fazer uma mescla entre experiência e irreverência - um pouco à imagem do que acontece na Luz com os dois habituais titulares -, mas também já está a par de que o negócio não será fácil. O Chelsea sabe que a SAD encarnada já recusou 32 milhões de euros do Manchester City e também não esquece a resposta dada por Rui Costa quando, no final do último mês de Junho, foi a Manchester para reunir com os dirigentes do City e dizer-lhes que David Luiz só sai mediante o pagamento dos 50 milhões de euros estipulados na cláusula de rescisão. Daí que em cima da mesa esteja a possibilidade de Roman Abramovich avançar com uma proposta que inclui um valor fixo e um outro montante condicional, isto é, pago apenas mediante o cumprimento de objectivos por parte do jogador. Este modelo foi aceite pelas águias, recorde-se, no negócio de Di María.

Em Inglaterra, a convicção é a de que o megaempresário Kia Joorabchian poderá ter um papel importante num eventual negócio. Para além disso, os diários britânicos avançam mesmo que o Manchester City continua de olhos bem abertos e está disposto a cobrir qualquer oferta do Chelsea.

Certo é que, tal como O JOGO noticiou oportunamente, David Luiz já se reuniu com Luís Filipe Vieira e transmitiu-lhe que está disposto a continuar de águia ao peito, sendo que, como contrapartida, a SAD irá rever o salário do jogador. Isto se a libra esterlina não falar mais alto.
O Jogo 14 de Agosto de 2010

Notícias 2010/2011: Man. City diz que não quer pagar a cláusula de 50 milhões

Mike Rigg: «50 milhões é impossível»
City não quer pagar a cláusula de David Luiz
Milionários mas sem entrar em loucuras. O director-desportivo do Manchester City, Mike Rigg, confirmou que o clube inglês gostaria de contar com David Luiz na próxima época, mas está fora de questão bater a cláusula de rescisão, fixada em 50 milhões de euros.

Em conversa com Record, Mike Rigg teceu rasgados elogios ao central, de 23 anos, mas destruiu a ideia de que o clube inglês esteja disposto a cobrir qualquer oferta, mesmo que um dos interessados seja o rival Chelsea, que procura substituir Ricardo Carvalho.

“Nem pensar! 50 milhões é impossível. O Manchester City não vai chegar a esse valor pelo David Luiz. É muito dinheiro para os dias de hoje. Não sei até onde podemos chegar, mas esse valor é proibitivo”, revelou o director-desportivo dos citizens, que não poupa elogios ao internacional brasileiro.

“O David é um dos melhores da actualidade. É um jogador fabuloso, magnífico e com grande margem de progressão. Vai ter um grande futuro pela frente e, claro, é um jogador que nos interessa”, adiantou, embora tenha deixado uma indicação em relação a este assunto: “Sei que este verão é difícil o David Luiz sair do Benfica.”

Conversas
O interesse do Manchester City é real e durante este defeso o clube inglês já realizou várias investidas tentando garantir a contratação do jogador. Tal como o nosso jornal noticiou os citizens fizeram uma proposta de 35 milhões de euros e ofereceram um salário ao jogador de 3 milhões anuais. Mike Rigg confirmou que “chegaram mesmo a existir negociações”. “Conversámos com o Benfica, mas não alcançámos uma plataforma de acordo. No entanto continuamos interessados e mantemos uma boa relação com as águias”, referiu.
Mais informação na edição impressa de Record do dia 14 de Agosto de 2010

Espaço "fanfic": Fanfic da Dri - parte III

Capítulo 5
9.00h Casa da Inês

Rúben Amorim – Amor, tens a certeza que isto vai correr bem?
Inês – Sim amor não te preocupes (põe os braços em volta do pescoço dele) Eles vão adorar!

Rúben – Isto é um jantar de casais… A Adriana vai-se passar… Ela é a única que vai estar sozinha! Não a avisaste de nada!
Inês – Não está sozinha… Tem o David!

Rúben – Inês diz-me que tu não estás a fazer o que eu penso que tu estás a fazer…
Inês – Podes apostar! (sorri)

Rúben – A Adriana detesta essas coisas… Eles conheceram-se agora se tiver de acontecer alguma coisa acontecerá! Sabes bem que a Adriana ainda não esqueceu o outro… Ela ainda gosta dele por isso não me parece que ela e o David possam vir a ter o que quer que seja… Ela ainda vai acabar magoada. E ela é totalmente contra namorar com um jogador…

Inês – Era! Até conhecer o David. Além disso não estou a forçar nada! Apenas os convidei aos dois…
Rúben – Claro! Dois solteiros num jantar de convívio para casais… Isto ainda vai dar confusão e eu não quero cá estar para ver…

Inês – Ai mais vais estar! Amor, acredita eu sei o que estou a fazer…
Rúben – Eu espero bem que sim! Estou farto de ver a minha melhor amiga constantemente magoada.

Inês – Acredita em mim amor! Amo-te! (beija-o)
Rúben – Amo-te!

(campainha toca)

Inês – Devem ser eles!

Abre a porta

Elena - Hola, hemos llegado demasiado pronto?
Inês – Nada disso! Estão mesmo a horas! Entrem!

Inês cumprimenta Elena e Javi, e elas seguem para a cozinha enquanto Javi e Rúben ficam na sala. Depressa chegam Fábio Coentrão e a sua mulher.

Campainha toca e Inês vai abrir.

Adriana – Olá! Desculpem o atraso!
Inês – Não faz mal… O jantar também está um bocadinho atrasado. (cumprimenta-a)

Adriana cumprimenta todos e junta-se às mulheres na cozinha.

Andreia (Mulher de Fábio) – Não para já não penso em casamento…
Inês – Pois eu nem agora nem nunca… Já disse ao Ruben! Ele respeita! Não me quero casar, para mim não faz qualquer sentido ter de assinar uns papeis para provar o que quer que seja. Amo-o, ele sabe, os amigos também e a família também e acho que isso é tudo o que importa.

Adriana – Ai não digas isso! Eu sonho em casar-me. Vestida de noiva, na igreja! Não é uma questão de assinar uns papéis para provar alguma coisa. É mostrar a todos como nos amamos, unir as nossas almas para toda a vida com a bênção de Deus.

Elena - Es tan hermoso!
Inês – Bem o jantar está pronto!

Andreia – Então vamos para a mesa!
Inês – Não! Ainda falta gente!

Adriana – Falta? Pensei que estávamos todos…

A campainha toca

Inês – Ai está! Chegou!

Seguem todas atrás de Inês e Andreia e Elena levam a comida.

Inês abre a porta não cabendo em si de tanta alegria, e quando a abre Adriana fica incrédula.

Inês – Olá David! (cumprimenta-o)
David – Oi! Desculpa o atraso mas apanhei trânsito….

Rúben – Mentiroso! Tiveste foi 3 horas ao espelho a arranjar os caracóis!
David – Ah Ah! Engraçadinho você!

David entra e junta-se aos outros e Adriana aproxima-se de Inês.

Adriana – Eu sabia que estavas a tramar alguma! (sussurra)
Inês – O que é que eu fiz? Só convidei o David para o jantar para não seres a única solteira.

Adriana – Chega Inês! Estou farta destas tretas! Deixem-me em paz! Da minha vida pessoal trato eu! Isto passou todos os limites (agarra na sua mala e começa a vestir o casaco dirigindo-se para a porta)

Inês – Adriana não me podes fazer isto! Não te podes ir embora! (seguindo-a)
Adriana – Ai não? Observa! (chega ao pé da porta e agarra a maçaneta mas o seu movimento é interceptado pela mão de Inês)

Inês – Ouve Adriana! Eu sei que não me devia ter metido na tua vida mas eu amo o Rúben e tu és muito importante para ele, ele quer-te ver-te feliz. Eu fiz isto por ele e porque te adoro. Porque sou tua amiga! Não fiques chateada comigo… Por favor fica para jantar!

Adriana – Não estou chateada mas perdi a vontade de comer… (dirige-se à sala onde todos aguardavam por elas) Desculpem malta mas eu não vou puder ficar para jantar…

Rúben – Aconteceu alguma coisa? (aproximando-se dela sussurrando)
Adriana – Sabes bem o que foi… Mas contigo falo depois!

Rúben – Adriana! Isto foi ideia dela… Não te vás embora… Vá lá!
Adriana – Não dá a serio! Perdi qualquer vontade que tinha de ficar aqui!
Rúben – Não faças isto! O David vai ficar a pensar que é por ele…

Adriana – Não Rúben! Isto é por mim! Eu devo ser mesmo desgraçada para precisar da ajuda de tanta gente para arranjar um namorado (mágoa na voz)... Bem bom apetite! Divirtam-se! (dirigindo-se aos restantes)

Adriana atravessava o hall com passos largos, ela estava realmente furiosa por se estarem a meter na sua vida. Por um lado não queria ficar ali porque Inês tinha que aprender mas por outro queria muito ficar e passar uma noite divertida. Mas agora já tinha aberto a porta… fechou-a mesmo atrás de si. Agora era tempo de tomar o caminho para casa.

Sala:
David – É impressão minha ou ela foi-se embora porque eu cheguei?
Rúben – Foi!

Inês – Impressão tua!
David – Em que é que ficamos?

Rúben – Ela foi-se embora porque a Inês armou este jantar para vocês passarem tempo juntos e não te disse nem a ti que ela cá ia estar, nem a ela que tu cá ias estar. A Adriana percebeu o esquema todo e passou-se porque não gosta que se metam na vida dela.
Inês – Bem mas agora vamos esquecer isto… Vamos jantar que eu depois falo com ela.

David agarra no telemóvel para mandar uma SMS:
“Lamento o que aconteceu, mas a verdade é que eu também não sabia de nada. Não fica zangada com a Inês não, ela não fez isso por mal.

Beijo

David”

Adriana ia na rua e lê a SMS de David e de novo um sorriso ilumina a sua face.

Adriana começa a ter a sensação de que está a ser seguida mas ignora-a até que o rapaz de quem ela gostava lhe aparece à frente.

Adriana – O que é que estás aqui a fazer?
Diogo – Vim ver a tua extrema felicidade com os teus amigos famosos…

Adriana – Deixa-os fora disto!
Diogo – Para quem dizia que me amava tanto ultrapassas-te bem depressa!

Adriana – A sério! Vai-te embora. Eu estou a esquecer-te por isso não dificultes as coisas. Eu sofri durante 3 anos por ti e tu não fizeste senão outra coisa a não ser humilhar-me, desprezar-me, gozar comigo! O que é que queres agora?

Diogo – Quero-te a ti! Eu percebi que te amo… A sério que sim… Eu amo-te!
Adriana – Que me amas? Tu não podes estar bom! Disseste-me isso tantas vezes e depois ias-te embora. Voltavas, dizias o mesmo e voltavas a ir-te embora. Tudo para gozares com a minha cara! E agora dizes que me amas? Deixa-me em paz! Agora não podes voltar… Eu estou a aprender a deixar de te amar… (deixou-o para trás)

Sem mais nem menos nuvens negras inundam o céu e uma chuva forte rebenta quando Adriana ainda não estava muito longe da casa de Inês. Adriana não sabia se devia voltar atrás ou tentar apanhar um táxi ou um autocarro. Tentou apanhar um táxi mas estavam todos cheios e os que não estavam não paravam, não havia autocarros por perto para casa dela por isso restava-lhe a primeira opção.

Adriana estava ensopada e cheia de frio. Os seus lábios começavam a ficar roxos e os seus dentes batiam enquanto espasmos de frio lhe percorriam o corpo. Adriana iniciou então uma corrida até à casa de Inês. Quando finalmente chegou tocou à campainha.

Sala:

Rúben – Eu vou lá! (abriu a porta) Adriana? Olha para o teu estado, miúda!
Adriana abraçou Rúben chorando.

Rúben – O que é que aconteceu? Porque é que estás a chorar?
Adriana – Foi o Diogo! Ele encontrou-me lá fora e voltou a fazê-lo. Voltou a gozar com a minha cara! (e volta a cair num choro sentido)

Rúben – Eu não acredito!
Andreia – Olhem para o estado dela, Inês vai buscar uma toalha!

Inês – Está aqui! (enrola Adriana numa toalha)
Andreia – Tens de tomar um banho de água quente e trocar essa roupa!

Adriana assentiu que sim com a cabeça.

Andreia – Anda eu vou contigo!

Adriana – Não, vão jantar! Eu fico bem só preciso de uma roupa e de chamar um táxi para ir para casa.

Andreia – A sério eu vou contigo!

continua...

PS: A responsabilidade do texto é do próprio autor.

sexta-feira, 13 de agosto de 2010

Espaço Fã: Montagem feita pela fã Angela Ferreira

Espaço Fã: Video feito pela fã Carla Carvalho

Videos: Festa de aniversário do David Luiz

Notícias 2010/2011: Man. City disposto a cobrir qualquer oferta pelo David Luiz

David Luiz leva City à loucura
Ingleses dispostos a cobrir qualquer oferta
O Manchester City estará em negociações muito avançadas com o Benfica para garantir a contratação de David Luiz, de acordo com uma notícia do "Daily Mirror" publicada esta sexta-feira.

O jornal inglês escreve que os Citizens estão dispostos a cobrir qualquer oferta pelo central, que fez a estreia pela selecção principal do Brasil na madrugada da passada quarta-feira, diante dos Estados Unidos.

O rival principal será o Chelsea, mas Roberto Mancini considera David Luiz como prioritário, pelo que terá convencido os dirigentes a dar tudo pela contratação, num processo que será acelerado este fim-de-semana, segundo o "Daily Mirror".

Recorde-se que a cláusula de rescisão do brasileiro de 23 anos é de 50 milhões de euros.
Record 13 de Agosto de 2010

Fotos: EUA vs Brasil. Amigável 2010/2011.






Fotos:
  • N.º1: Getty Images
  • N.º2: Record
  • N.º3 a N.º5: CBF